Cegonheiros autônomos fazem manifestação contra a contratação de empresa para o transporte de carros da Peugeot

0

ECONOMIA

Durante todo o dia desta sexta-feira, dia 19, motoristas autônomos proprietários de caminhões cegonha que prestam serviço de transporte dos carros da fábrica da Peugeot – Citröen  em Porto Real, também conhecidos como cegonheiros, aguardavam em frente a Gefco, braço logístico da montadora francesa para serem recebidos pela direção da empresa. Eles reclamam que desde a última quinta-feira, dia 18, uma empresa de caminhões cegonha passou a realizar o transporte dos carros montados na fábrica o que reduziria ou até mesmo eliminaria o serviço para os que trabalharam de forma autônoma.

Segundo o presidente do Sindicato das Empresas e Autônomos de Transporte Rodoviário de Veículos do Estado do Rio de Janeiro (Sintrav-RJ), Jardel de Castro, o serviço está sendo realizado por uma empresa com as iniciais BSM sediada em Guaíba, no Rio Grande do Sul, que transporta os veículos até o Porto do Rio. “De uma hora para outra e sem qualquer explicação, essa empresa do sul começou a fazer o transporte dos veículos e os nossos colegas ficaram sem trabalho. Somos do estado e queremos ter o direito de trabalhar no estado”, conta o sindicalista, acrescentando que a medida tomada pela montadora prejudica cerca de 300 famílias de cegonheiros que dependem do trabalho. “Tem motoristas aqui que há mais de dez anos faz esse serviço para a Peugeot. Inclusive, trouxe a família para morar em Porto Real para ficar mais próximo da empresa e agora ficou sem seu ganha-pão”, critica o presidente.

A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a Gefco Logística e fomos atendidos pelo o RH da empresa que informou que não iria se pronunciar sobre as reclamações dos cegonheiros.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !