CDL-VR terá nova edição da campanha de renegociação de dívidas

0

VOLTA REDONDA

Para estimular a renegociação de valores dos consumidores inadimplentes a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-VR) vai realizar entre os dias 19 e 23 deste mês mais uma edição da campanha “Nome Limpo, Crédito Forte”. O objetivo é incentivar a recuperação do poder aquisitivo dos consumidores para a Black Friday e o Natal. Aliás, o Natal Família da CDL-VR vai sortear 10 vales-compra de R$ 1 mil. Os cupons serão distribuídos pelas lojas participantes a cada R$ 60 em compras entre os dias 25 e 29 deste mês.

Durante os dias da campanha de renegociação o consumidor poder ir à sede da CDL-VR, situada à Rua Simão da Cunha Gago, nº 19, bairro Aterrado, e solicitar uma pesquisa de dados pessoais. Em seguida, será orientado a renegociar as dívidas com as lojas, bancos e outras instituições. A consulta é de graça durante esse período. Além de orientar o consumidor, a entidade mobiliza os empresários e instituições bancárias a facilitar os acordos com os inadimplentes. “A ideia é que essa renegociação seja positiva tanto para o lojista quanto para o consumidor para que não haja prejuízos para ambas as partes. Todo ano, a campanha acontece com o objetivo de dar oportunidade dos inadimplentes voltarem a ter poder de compra, quitando dívidas e saindo da lista do Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC, e do Serasa”, comentou o presidente da CDL-VR, Gilson de Castro.

DADOS SOBRE A INADIMPLÊNCIA NO PAÍS

Os dados do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que 39,36% da população adulta, entre 18 e 95 anos, está com o nome bloqueado para compras a crédito. Em Volta Redonda, esse número gira em torno de 13%. “Embora ainda seja bem menor, o percentual ainda é preocupando, o que reforça a importância da campanha Nome Limpo, Crédito Forte”, acrescentou Gilson.

No país, o número de pessoas inadimplentes passou de 59 milhões para 61,8 milhões segundo o Serasa, que aponta esse número um recorde, ou seja, mais de 40% dos brasileiros estão com o nome negativado. Apesar desse número alto, a renegociação de dívidas em aumentando e chegou a crescer 4,3% neste ano, mas, em Volta Redonda esse número é maior: ultrapassa a casa dos 6%.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !