Casos de Covid-19 aumentam em países das Américas

0

NOVA IORQUE

Segundo a Opas, 41% dos habitantes da região estão vacinados, mas áreas na Bolívia, Venezuela e México estão com aumento das infecções; diretora da agência da ONU anuncia projeto para criar protocolo que vai permitir aos países detectar coronavírus e influenza a partir da mesma amostra

A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, anunciou que em breve, os países poderão detectar o coronavírus e o vírus da influenza de forma simultânea, a partir da mesma amostra.

Carissa Etienne explicou que a agência da ONU está trabalhando com o Centro para Controle e Prevenção de Doenças, CDC, dos Estados Unidos, para implementar um novo protocolo global para testes de detecção com o método PCR.

Vigilância precisa continuar

A chefe da Opas também pede mais vigilância das autoridades das Américas, pois regiões do Canadá, México, Bolívia e Venezuela tem registrado um aumento nos casos de Covid-19.

Segundo Etienne, é necessário acompanhar de perto as taxas de infecção e por isso, ela recomenda às autoridades de saúde que tenham uma “visão clara do que está acontecendo a nível local”.

A diretora da Opas recomenda comunicação rápida com a população sobre riscos e medidas de saúde, para reduzir a transmissão.

Quase 5 milhões de mortes no mundo  

A região das Américas tem 41% da população vacinada contra a Covid-19. Na última semana, foram registrados 817 mil novos casos e 18 mil mortes. Segundo a Opas, os casos estão diminuindo na América do Norte, mas há aumento das internações no leste do Canadá e das mortes do México.

No geral, novas infecções e mortes diminuíram na maioria dos países das Américas Central e do Sul, com excecção da Bolívia e da Venezuela.

Nesta semana, a Organização Mundial da Saúde divulgou mais um balanço sobre a pandemia no mundo: em quase dois anos foram notificados 241 milhões de casos e 4,9 milhões de mortes.

Pela terceira semana consecutiva, a Europa registrou aumento dos casos, com 1,3 milhão de novas infecções na última semana. Reino Unido, Rússia e Turquia são os países onde a transmissão do coronavírus continua subindo.