Casa do Empreendedor de Volta Redonda registra abertura de 347 MEIs

0

VOLTA REDONDA

Trezentos e quarenta e sete Microempreendedores Individuais (MEIs) foram registrados no ano passado pela Casa do Emprendedor.

Localizado na Rodoviária Francisco Torres, no bairro Laranjal, o espaço reúne serviços das Secretarias Municipais de Fazenda e Meio Ambiente, além da Vigilância Sanitária e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPU). Também abriga a 4ª Delegacia da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja). A Casa do Empreendedor funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O telefone para contato é o: (24) 3339-9303.

Tanta coisa junta tem por objetivo  facilitar a vida de quem quer empreender, tanto em Volta Redonda, como também em outras cidades da região. No local, foram realizados 4.035 atendimentos voltados aos microempreendedores no ano passado. Foram eles para abertura de cadastro; alteração de dados; análises de viabilidade (referente ao uso do solo); concessão de alvarás; nota fiscal eletrônica; declaração de faturamento e parcelamento. Durante as análises são avaliadas as condições documentais, espaciais (se está próximo de área de preservação ambiental e nascente ou córregos) e especificidade para cada atividade comercial.

De acordo com a administradora do Registro Mercantil Integrado (Regin) da Casa do Empreendedor, Cristina Moura, esses números de MEIs são muito positivos. “A gente vê que a crise provocada pela pandemia vem sendo superada com criatividade. Muitas pessoas querem ou precisaram empreender neste momento. Os setores são diversificados, porém o ramo alimentício e de serviços – pedreiros, cabeleireiras e profissionais da beleza – são os de maior destaque”, detalha.

O coordenador da Casa do Empreendedor e delegado da Jucerja, Haroldo Fernandes, ressaltou que o serviço centralizado em um local de fácil acesso, como é a rodoviária de Volta Redonda, contribui para a abertura de novos empreendimentos, principalmente os pequenos negócios.  “Nosso objetivo é acolher quem quer empreender. A Jucerja de Volta Redonda atende também empresas, contadores e profissionais de outras cidades da região, como Angra dos Reis, Barra do Piraí, Barra Mansa, Resende, Pinheiral e Vassouras. No ano passado, a equipe da Casa do Empreendedor passou por uma capacitação e o processo hoje está mais ágil para o contribuinte. Quem quer empreender no município hoje consegue obter documentação para abertura do negócio em até 24 horas”, garante.