Carol Solberg e Maria Elisa iniciam disputa por vaga nas Olimpíadas do Japão

0

RIO DE JANEIRO

A corrida olímpica por uma vaga na seleção brasileira do vôlei de praia feminino que disputará os Jogos de Tóquio 2020 terá início nesta semana. A primeira etapa do Circuito Mundial, que contará pontos para as mulheres, começa em Xiamen, na China, nesta quinta-feira, 25. O critério da corrida brasileira definido pela Confederação Brasileira de Vôlei será a partir da soma dos 10 melhores resultados obtidos nas etapas quatro e cinco estrelas do Circuito Mundial e no Campeonato Mundial entre primeiro de fevereiro de 2019 e 28 de fevereiro de 2020.

A dupla formada pela carioca Carol Solberg e a resendense Maria Elisa Antonelli viajou para o Oriente no último fim de semana, visando uma melhor adaptação ao fuso horário chinês. Segundo o preparador físico Júlio Noronha, o impacto das primeiras 72 horas é sempre mais forte no organismo do atleta. “Por isso, optamos pela ida no sábado, para que elas estejam mais adaptadas ao fuso horário na quinta-feira, quando estarão em quadra. A gente sempre se planeja de acordo com cada país e nesse caso não seria diferente”, afirma.

A dupla venceu o Circuito Brasileiro 2017/2018 e ocupa a terceira posição no ranking mundial

Apesar da disputa do Circuito Brasileiro, o Circuito Mundial e a corrida olímpica sempre foram os principais objetivos das atuais campeãs brasileiras. Portanto, foram quatro meses de preparação para o grande objetivo que começa na semana que vem. “Nossa preparação foi seguida à risca desde o início do ano. As coisas deram certo e evoluíram dentro do que planejamos. Conseguimos recuperar as meninas, zerar lesões, e isso é maravilhoso. Além disso, usamos o Circuito Brasileiro como um teste, ganhamos ritmo de jogo e passamos por muitas dificuldades que foram importantes para o nosso amadurecimento. Sabemos que no Mundial vamos enfrentar muitas barreiras e o Brasileiro nos fortaleceu”, disse o técnico Kioday, lembrando que o time teve um torneio que mostrou a força da equipe. “A preparação foi longa, o que gera uma ansiedade gostosa. Mas é hora de focar 100%, ter consciência desde o primeiro até o último jogo para fazer o nosso melhor”, frisa.

A resendense Maria Elisa, que já disputou os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, vive um novo momento na sua carreira. A experiente defensora busca novamente a classificação, agora com ainda mais bagagem e experiência no currículo. “Viver uma experiência olímpica é o sonho de qualquer atleta. Eu pude vivenciar isso em 2012 e sentir o quanto é especial. Mas já ficou para trás. Guardo com muito carinho todas as lembranças, mas agora quero viver uma nova história com a Carol e a minha equipe. Fizemos tudo que podíamos nesses últimos quatro meses. Digo isso em todos os aspectos, porque o vôlei de praia vai muito além do que ‘só’ estar na quadra. Precisamos estar realmente preparadas para tomar decisões muito rapidamente e isso exige também estarmos com os melhores profissionais, com pessoas em que acreditamos. Embarcamos com a certeza de que estamos preparadas para fazer o nosso melhor”, informa.

A resendense Maria Elisa Antonelli tenta o retorno aos Jogos Olímpicos no Circuito mundial

Já Carol Solberg busca uma vaga olímpica pela primeira vez. Jogando com Maria Elisa desde 2017, a bloqueadora da dupla reforça o discurso da parceira de que se prepararam da melhor forma possível para o Circuito Mundial. “Ao longo de 2019 a gente fez uma preparação totalmente focada em estar no auge mais para o meio do ano, quando teremos uma sequência de etapas do Mundial. Então priorizamos nosso físico e técnico para esse período. Começamos o Brasileiro sabendo que ainda não estávamos bem, mas fomos adquirindo confiança ao longo dos meses. Agora estamos em um momento super legal, preparadas para chegar bem a China. Sabemos da dificuldade que será, mas sinto que estamos preparadas para encarar essa corrida”, observa.

A carioca Carol Solberg entra em quadra na etapa de Xiamen, ao lado de Maria Elisa, no dia 25

A dupla Carol Solberg e Maria Elisa, que terminou o ano de 2018 no terceiro lugar geral do ranking Mundial terá as duplas Ágatha e Duda e Barbara e Fernanda, também já classificadas para o torneio principal, que começa na quinta-feira, 25. Já Rebecca e Ana Patrícia e Talita e Taiana iniciam a disputa no qualifying, a partir de quarta-feira, 24.