Candidato a deputado federal Ricardo Lodi participa de Caminhada pela Educação em Barra Mansa

0

BARRA MANSA

No final da tarde de quinta-feira, 22, um ato no Centro de Barra Mansa ressaltou a importância da educação. Segundo informações divulgadas, cerca de 300 pessoas participaram da Caminhada pela Educação, junto com o candidato a deputado federal pelo PT, o ex-reitor da Uerj, Ricardo Lodi, e o candidato a deputado federal pelo PV, Abílio Pedra.

Os presentes falaram sobre a defesa da educação pública, gratuita e de excelência, que está sofrendo com cortes no Orçamento da União, como a redução de 14,5% nas verbas das universidades federais destinadas à manutenção e custeio. “É muito triste ver o que está acontecendo nos institutos e universidades federais, bem como com a rede pública de ensino. Precisamos retomar o investimento na educação, de forma a dar mais oportunidades aos nossos jovens, oferecendo capacitação profissional, por meio da graduação, do ensino técnico e da extensão”, afirmou Lodi, completando que é fundamental revogar a Emenda Constitucional 95, que institui o teto de gastos e a austeridade seletiva, impedindo a aplicação de recursos nos setores básicos, gerando desigualdades sociais, comprometendo o crescimento econômico do país.

EM VOLTA REDONDA

Na agenda em Volta Redonda nesta sexta-feira, o candidato participou de um debate sobre acesso e a permanência no ensino superior, no Hotel Escola Bela Vista. Esteve presente ainda a candidata a deputada estadual Clarice de Freitas, do PT.

Lodi lembrou das ações de inclusão implementadas na Uerj quando esteve à frente da reitoria. “Conseguimos quintuplicar os recursos referentes à permanência estudantil, beneficiando alunos com auxílios para alimentação, transporte, moradia, creche, material didático, além do Plano de Inclusão Digital com distribuição de tablets e pacotes de dados durante a pandemia de Covid-19”, disse. Para ele, é preciso criar políticas públicas que garantam a continuidade dos estudos sem ter que recorrer a um subemprego.

Lodi defende a autonomia universitária, dotação orçamentária e criação de uma lei que regulamente o Plano Nacional de Assistência Estudantil.