Campanha de arrecadação de alimentos em parceira entre Cufa de Volta Redonda e Voltaço segue até sexta-feira

0

VOLTA REDONDA

Iniciada na segunda-feira, dia 21, a campanha de arrecadação de alimentos, promovida pela Central Única das Favelas (CUFA) e Volta Redonda em parceria com o time do Voltaço, segue até sexta-feira, dia  25. Trata-se de um movimento nacional de arrecadação de alimentos, promovido pela organização.

Segundo informou a presidente da CUFA Volta Redonda, Lívia Alves Moreira, nessa campanha, o projeto Mães da Favela Futebol Clube pretende arrecadar 350 toneladas de alimentos por estado, totalizando assim 12 mil toneladas de doações, o equivalente a R$100 milhões. Disse ainda que, além de alimentos, a campanha está recebendo também de pessoas e empresas doações de itens de higiene pessoal, produtos de limpeza doméstica ou dinheiro. “As doações podem ser entregues das 8 horas às 17 horas, no Acesso Branco do Estádio Raulino de Oliveira, no bairro Jardim Paraíba, ao lado da Policlínica, ou pelo PIX // email [email protected].

CLUBES DE FUTEBOL PARTICIPAM DA CAMPANHA

Lívia Alves explicou que, clubes de futebol de todo o Brasil, e de diferentes divisões, participam da campanha. Além do Voltaço, Flamengo, Fluminense, Vasco, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos, Internacional, Grêmio, Bahia, Vitória, Goiás, Ceará, Fortaleza, entre outros.

A presidente da CUFA Volta Redonda, Lívia Alves Moreira, destacou a importância da participação das empresas, população e torcida organizada em prol dessas familias em situação de vulnerabilidade social e econômica. Disse que a pandemia da Covid-19 aumentou o desemprego e a fome, principalmente nas comunidades periféricas e favelas. “Para se ter uma ideia, 82% da população dessas áreas depende de doações para alimentar a família. O momento é de extrema gravidade e precisamos nos unir para amenizar essa situação”, relatou Lívia.

“Esses alimentos arrecadados serão distribuídos entre famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica de Volta Redonda. Vamos atender as já cadastradas e estamos buscando arrecadar mais para que possamos ampliar a assistência”, finalizou a presidente da CUFA de Volta Redonda

SOBRE A CUFA

A Central Única das Favelas está presente há mais de 20 anos nas favelas brasileiras, promovendo atividades nas áreas de educação, lazer, esportes, cultura e cidadania.  Em 2020, a CUFA Brasil concentrou todos os esforços em captar doações para diminuir os impactos causados pela pandemia. Através do programa Mães da Favela, a instituição entregou cestas básicas, chips com internet gratuita por seis meses. No mesmo ano, por meio de parcerias com empresas e instituições, a CUFA mobilizou mais de R$ 187 milhões, atendendo a 1,5 milhão de famílias, de cinco mil favelas de todo o Brasil. Até agora, mês de junho de 2021, já foram movimentados R$ 187.604.640,00 milhões e a meta é atingir R$ 400 milhões arrecadados em 2021.

Em fevereiro de 2021, a CUFA criou uma base em Volta Redonda para ajudar as famílias da maior cidade do Sul Fluminense, e a terceira maior do interior do estado do Rio de Janeiro. Em três meses, a CUFA Volta Redonda, através do projeto Mães da Favela, já atendeu mais de 1500 famílias no município, e tem como meta triplicar o número de atendimentos ainda este ano.