Câmara de Vereadores de Volta Redonda vai promover Audiência Pública para discutir sobre combate ao suicídio

0

O ‘Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio’ é comemorado nesta terça-feira, 10. E para lembrar a data e ampliar a discussão sobre o crescimento deste tipo de ocorrência, por solicitação do vereador Rodrigo Furtado (PTC), a Câmara de Vereadores de Volta Redonda vai realizar no próximo dia 25, às 19 horas, uma Audiência Pública. O objetivo é conscientizar a população frente aos sinais e riscos.

Rodrigo Furtado lembrou que decidiu apresentar a solicitação para a realização da Audiência Pública, a partir de dados alarmantes. Lembrou que, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. Estima-se, ainda, que 32 brasileiros se matam a cada dia.

É PRECISO FALAR SOBRE O TEMA

Ainda de acordo com o vereador, embora o assunto seja delicado, é preciso falar sobre o tema, esclarecer dúvidas e compartilhar informações. “Essas mortes podem ser evitadas e a prevenção é pilar indispensável para reverter a situação, garantindo atenção adequada e estimulando o diálogo”, destacou o parlamentar.
O vereador lembrou que, é preciso valorizar a vida e compreender a dor do próximo. “Ter solidariedade e empatia com o problema alheio é fundamental para reduzir esses índices. Devemos nos livrar dos julgamentos e oferecer atenção, não importa o que esteja motivando este sofrimento”, explicou ressaltando que, quem tira a própria vida se aflige a ponto de não conseguir administrar suas dores. “Sendo assim, antes de classificar a angústia, devemos escutar e amparar. Um simples gesto pode salvar uma vida”, completou.
PROJETO TRAMITA NA CÂMARA

É importante ressaltar que já tramita na Câmara de Vereadores de Volta Redonda, também de autoria do vereador Rodrigo Furtado, um Projeto de Lei que cria a “Campanha Municipal de Prevenção ao Suicídio” e o “Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio”. A previsão é de que a proposição seja votada antes da Audiência Pública.
De acordo com o parlamentar, está sendo fala sobre um mal silencioso e invisível, que cresce a cada dia e se manifesta de diversas formas. “É necessário pensar em políticas públicas voltadas para a precaução desta triste prática. Para começar, é de extrema importância a realização de ações no nosso município, a fim de conscientizar e informar a população sobre este ato interrompe sonhos e futuros”, finalizou.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !