Caixa reduz para 6,5% a taxa de juros para financiamento imobiliário

0

VOLTA REDONDA

Nesta quinta-feira, dia 12, a Caixa Econômica Federal anunciou a redução da taxa de juros para financiamento imobiliário para 6,5% ao ano, destinadas a pessoas que tenham conta na Caixa, recebam o salário através do banco ou utilizem outros serviços da CEF. A taxa caiu de 6,75% somada a TR (Taxa Referencial), para 6,5%, mais a TR, atualmente zerada. Os números foram divulgados logo após o corte da taxa básica de juros pelo Banco Central. A redução deverá facilitar a compra do imóvel próprio, beneficiando, principalmente, clientes da Caixa.

A queda da taxa de juros para imóveis financiados pela Caixa pode aquecer ainda mais o mercado imobiliário no Sul Fluminense. De acordo com depoimento do presidente do Sinduscon-SF (Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário do Sul Fluminense), Mauro Campos, noticiado no início do mês, o número de obras contratadas na região praticamente quadruplicou desde 2017.

Um dos empreendimentos imobiliários que oferece a possibilidade de financiamento pela Caixa fica no bairro Roma, em Volta Redonda. Com unidades de dois quartos, a partir de R$ 133.840, o condomínio reúne 320 apartamentos, distribuídos em cinco torres, oferecendo itens de lazer como piscina, churrasqueira, quadra e salão de festas, além de portaria 24 horas. “A redução de taxas anunciada pela Caixa é vantajosa tanto para quem procura realizar no sonho da casa própria, quanto para o mercado imobiliário, que conta com um importante aporte para aquecer a vendas e acelerar o ritmo das obras, possibilitando a construção de mais empreendimento”, declarou o construtor responsável pelo Vila Jardim, Genésio Espirito Santo.

Opções de imóveis financiados pela Caixa Econômica Federal não faltam no Sul Fluminense. Outro condomínio localizado no bairro Voldac, em Volta Redonda, oferece unidades a partir de R$ 216. 800, também com itens de lazer completo e segurança como piscina, sauna, espaço gourmet, churrasqueira e espaço kids e portaria 24 horas.  “O cenário da construção civil encontra-se em fase de recuperação. O setor cresceu 2% no segundo trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior. Ainda é um crescimento tímido, mas a oferecer facilidades no financiamento é fundamental para aquecer a economia e o segmento imobiliário, responsável por uma geração de empregos expressiva no país”, destacou o construtor Rodrigo Tostes.

Para quem procura opções em Barra Mansa, prontas para morar, encontra condomínio residencial fechado, localizado no bairro Colônia Santo Antônio. São unidades a partir de R$ 140.000 e também oferece o financiamento imobiliário através Caixa Econômica Federal, além de se enquadrar no programa Minha Casa, Minha Vida. “Este é o momento ideal para aproveitar a baixa dos juros oferecidos pela Caixa e adquirir um imóvel próprio. As expectativas é que a procura pelas nossas unidades aumente, levando em consideração a grande camada da sociedade que se enquadra nos três linhas de crédito reduzido oferecidos pela Caixa”, comentou o construtor responsável, Marcelo Novaes.

error: Conteúdo protegido !