Caixa Econômica libera dois saques do auxílio emergencial na próxima semana

0

SUL FLUMINENSE

Durante o mês de janeiro, a Caixa Econômica Federal vai liberar 10 retiradas em dinheiro do auxílio emergencial. Na próxima semana, entre os dias 4 e 10, o banco vai disponibilizar a retirada em dinheiro em duas datas. Os beneficiários nascidos em março terão acesso ao dinheiro na segunda-feira, dia 4. E para quem comemora aniversário em abril, a Caixa vai liberar os valores em notas no dia 6 (quarta-feira).

O banco não abrirá as agências aos sábados ou domingos. Os saques acontecerão de segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira. Esse cronograma vai até 27 de janeiro, conforme o mês de aniversário.

Calendário de saques

Este calendário vai dar acesso aos brasileiros aprovados que aguardam o dinheiro em espécie dos Ciclos 5 e 6, ou a 8ª e 9ª parcela, respectivamente.

A Caixa criou um calendário específico para os beneficiários que já receberam o auxílio emergencial, mas ainda estão aguardando o saque. Os nascidos em março recebem no dia 4 de janeiro; já os nascidos em abril recebem no dia 6, no dia 11é a vez dos nascidos em maio; seguido dos nascidos em junho que recebem no dia 13.

Iniciando a segunda quinzena, recebem os nascidos em junho; no dia 18 de janeiro recebem os nascidos em agosto; quem nasceu em setembro recebe no dia 20, no dia 22 é o dia de pagamento para os nascidos em outubro. No dia 25 recebem os nascidos em novembro e, finalizando o calendário, no dia 27 recebem os nascidos em dezembro.

Pedido de prorrogação

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Esperidião Amin (PP/SC) encaminharam o Projeto de Lei n° 5495, de 2020, no qual estende o auxílio emergencial e prorroga o estado de calamidade pública até 31 de março de 2021.

O texto inicial diz que: “Fica instituído, até 31 de março de 2021, o auxílio emergencial residual a ser pago em parcelas mensais no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) ao trabalhador beneficiário do auxílio emergencial de que trata o art. 2º da Lei nº 13.982, de 2 de abril de 2020, a contar da data de publicação desta lei”.  O projeto na íntegra pode ser conferido em  https://bit.ly/3o0TpoU

De abril a dezembro, o governo gastou cerca de R$ 322 bilhões para pagar o auxílio emergencial (R$ 600) e as parcelas extras do auxílio extensão (R$ 300). Aproximadamente 70 milhões de pessoas receberam pelo menos um pagamento.

 

 

error: Conteúdo protegido !