Caged indica saldo de vagas de emprego geradas no Sul Fluminense

0

SUL FLUMINENSE

A criação de empregos com carteira assinada no país aumentou em fevereiro com a abertura de 173.139 empregos formais, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. O Caged registrou o melhor resultado para fevereiro desde 2014, quando foram criados 260 mil empregos com carteira assinada.

No período, o estoque de empregos alcançou 38,6 milhões de postos de trabalho formais, um aumento de 0,45% em relação ao mês anterior e de 1,51% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado de fevereiro teve maior geração de empregos na Indústria de Transformação e Construção Civil, nos quais a retomada do crescimento se mostrava mais lenta que nos setores de Serviços e Comércio. Destaque para os setores de Serviços (112.412 postos de trabalho) e a Indústria de Transformação (33.472 novos postos formais).

Na análise regional, o Caged mostra o saldo do emprego formal criado em fevereiro nas cidades com mais de 30 mil habitantes. O município de Angra dos Reis teve saldo de 287 vagas; Barra do Piraí (-12), Barra Mansa (50), Mangaratiba (51), Paraíba do Sul (19), Paraty (38), Resende (147), Três Rios (48), Valença (92), Vassouras (33) e Volta Redonda (96).

No Estado do Rio de Janeiro o mês de fevereiro teve o setor de Serviços indicou o total de 57.910 admissões, seguido de comércio (26.731), Indústria de Transformação (9.836) e Construção Civil (7.601). Entretanto, o setor como melhor saldo foi Serviços, com 8.263 postos criados diante da contagem do total de demissões no período (49.647).

Nas Agulhas Negras, Itatiaia teve saldo negativo de -33 vagas, com 193 admissões e 226 demissões em fevereiro; Porto Real (-74 postos criados – sendo 141 admissões/215 demissões) e Quatis teve saldo positivo, com 21 vagas, sendo 42 admissões e 21 desligamentos.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !