Caged destaca retração no emprego no Sul Fluminense em abril

0

SUL FLUMINENSE

O Ministério da Economia divulgou na quarta-feira, dia 27, os dados do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), referente ao período de janeiro a abril. Os dados passaram a ser agrupados conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) faz suas análises: Comércio, Serviços, Indústria Geral, Construção Civil e Agricultura.

De janeiro a abril de 2020 foram 4.999.981 admissões e 5.763.213 demissões no país, acumulado de 763.232 empregos perdidos no quadrimestre. Nos quatro primeiros meses deste ano a Agricultura teve saldo positivo de 10.032 empregos, a Construção Civil -21.837, o Comércio -342.748, Serviços -280.716 e a Indústria -127.886 empregos.

O país registrou 598.596 admissões e 1.459.099 demissões ao longo do último mês, saldo de 860 mil vagas. Para efeito de comparação, Em abril de 2019, o Caged nacional indicou saldo positivo de 129.601 postos de trabalho com carteira assinada. Assim, houve aumento de 17,2% nas demissões na comparação anual, e as admissões recuaram 56,5%. De acordo com o Ministério da Economia, a Medida Provisória 936/2020, que criou o Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, preservou mais de 8,1 milhões de empregos.

No estado do Rio de Janeiro foram 115.218 desligamentos perante 31.592 admissões, saldo de -83.626 em abril deste ano. O desempenho fluminense integra a lista de piores resultados ficando atrás apenas de São Paulo com o fechamento de 260.902 vagas e Minas Gerais (-88.298). No Sul Fluminense o cenário foi de retração geral em abril. Na relação das principais cidades do Sul Fluminense, a tabela de Admissões, Desligamentos e Saldo por município indica que Angra dos Reis teve saldo de -678 empregos, com 130 admissões e 808 desligamentos; Barra do Piraí: -400 empregos, 122 admissões e 522 desligamentos; Barra Mansa: -519, sendo 308 admissões e 827 desligamentos; Itatiaia: -165 emprego, com 56 admissões e 221 desligamentos; Parati: -368 empregos, com 30 admissões e 398 desligamentos; Pinheiral: -57 empregos, 10 admissões e 67 desligamentos; Piraí: -141 empregos, 115 admissões e 256 desligamentos; Porto Real: -219 empregos, 34 admissões e 253 desligamentos;

A cidade de Quatis: -19 empregos, com 25 admissões e 44 desligamentos; Resende: -724 empregos, sendo 255 admissões e 979 desligamentos; Rio Claro: -19, sendo cinco admissões e 24 desligamentos; Três Rios: -459 empregos, com 180 admissões e 639 desligamentos; Valença: -150, sendo 78 admissões e 228 desligamentos; Vassouras: -11, com 76 admissões e 87 desligamentos; e em Volta Redonda: -1.350 empregos, com 658 admissões e 2.008 desligamentos.

error: Conteúdo protegido !