Bruno Marini fala sobre cenário econômico e se diz otimista

0

BARRA MANSA

O fundador e administrador do Grupo Attiva, Bruno Marini, se diz otimista sobre o cenário econômico do Brasil para o próximo ano. Para ele, a partir da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, questões difíceis de serem tratadas entrarão na pauta do Congresso Nacional, entre elas as reformas, principalmente, a da Previdência, e a privatização de algumas estatais.

Bruno analisa o contexto financeiro do Rio de Janeiro e o potencial de crescimento do Estado com o aumento da receita dos royalties do petróleo e afirma que candidatura à Prefeitura de Barra Mansa em 2020 não está descartada. “Vivemos um cenário socioeconômico no Brasil de transformações e a sociedade terá de se adequar a essa nova realidade. Penso que a concretização das reformas e as privatizações estão relacionadas diretamente a capacidade de governabilidade e articulação do presidente Bolsonaro junto a Câmara e ao Senado Federal”, defende o empresário, ressaltando que a projeção do Banco Central para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) é de 2,4 %, segundo dados divulgados pela própria instituição no último dia 20.

Segundo Bruno, as previsões para agropecuária e indústria em 2019 foram mantidas, respectivamente, em 2% e 2,9%. Houve ligeira alta na projeção para o crescimento do setor de comércio e serviços (de 2% para 2,1%). A estimativa para o crescimento do consumo das famílias é 2,5% e para a Formação Bruto de Capital Fixo (investimentos), 4,4%, similares às projeções anteriores. A expectativa para o consumo do governo foi alterada de 0,5% para 0,6%.

Para o empresário, o fato é que o Brasil precisa sair desse período de estagnação econômica e alavancar a geração de emprego e renda. “As famílias necessitam resgatar a sua dignidade e isso só ocorre quando se tem autonomia financeira. Tratei dessa questão durante toda a minha campanha para deputado estadual e continuo reforçando a tese da importância da geração de emprego e renda, da unificação da pauta do Sul Fluminense como forma de tratar de problemas comuns aos municípios que compõem a região”, analisa Bruno, concluindo que o Rio de Janeiro está encerrando 2018 em um dos piores cenários do país, mergulhado em uma das maiores crises econômica e política, contabilizadas por escândalos de desvio de milhões envolvendo o ex-governador Sérgio Cabral e o governador Luiz Fernando Pezão, ambos presos.

PREFEITURA EM 2020

Sobre a possibilidade de lançar candidatura a Prefeitura de Barra Mansa em 2020, Bruno Marini diz que a hipótese não pode ser rejeitada, mas que decisão nesse momento seria prematura. “Temos que aguardar a posse dos novos eleitos e acompanhar os rumos do nosso Estado e, principalmente da cidade de Barra Mansa. Vamos ouvir atentamente a sociedade e as entidades para então, tomarmos a nossa decisão”, finaliza Bruno Marini.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !