Barra Mansa renovará decretos até dia 6 de abril para isolamento domiciliar e suspensão das aulas, podendo ser prorrogados

2

BARRA MANSA

O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable (MDB), usou suas redes sociais na noite desta quarta-feira, 25, para informar como funcionará a cidade após a declaração do presidente da República, Jair Bolsonaro sobre as ações duras contra o coronavírus. Ele afirmou que renovará os seus decretos até o dia 6 de abril, isso vale para suspensão das aulas nas escolas das redes púbica e privada e ações para isolamento social. A situação será avaliada dia a dia e, no máximo, serão renovados até o dia 13 de abril.

O prefeito falou sobre as duas correntes atuais no país, uma que defende medidas de isolamento e outra da suspensão em virtude da economia. Drable destacou que realmente a crise econômica será muito difícil superar e quanto mais tempo demorar para retorno a rotina, mas difícil vai ser. “Visão que temos que parar com o isolamento senão vai ter colapso das empresas, desemprego, o serviço público não vai conseguir funcionar mais por falta de recurso”, disse. Sobre a segunda visão, o prefeito destacou que o isolamento se faz necessário evitar a propagação do contágio. “Com a quarentena de 15 a 21 dias falam que é possível diminuir muito a carga viral de quem manifesta o coronavírus e não contaminar outras pessoas. Tem pessoas que defendem isolamento de 90 dias, isso não é razoável para o combate a doença e nem para economia”, completou.

A busca por um equilíbrio foi mencionada pelo prefeito. Ele contou que se reuniu hoje com diversas pessoas, membros de entidades empresariais, médicos e infectologistas e a recomendação foi manter até o dia 13 o isolamento, mas estaria com o coração dividido. “Sinto que será muito e dificultará muito o funcionamento da cidade. Nessa questão da economia. Por isso decidimos renovar até o dia 6 a paralisação das aulas e o isolamento domiciliar. Vamos avaliar a cada dia a situação ver os progressos para estruturar a rede de saúde e serviços”, afirmou.

Para as escolas, o prefeito disse que serão necessários instalar equipamentos de higiene, funcionários usarão termômetros para verificar a temperatura dos alunos e os casos de gripe serão enviados de volta para casa. Já as empresas deverão seguir protocolos de distanciamento e aplicar os equipamentos de segurança de saúde.

CASOS SUSPEITOS EM BARRA MANSA

O prefeito Rodrigo Drable falou da evolução dos casos em Barra Mansa. O primeiro caso do estado foi em Barra Mansa e a paciente já está livre de transmissão do vírus. A cidade não tem caso positivo mais. Tem cinco pessoas aguardando resultado de exames. Uma delas está internada no CTI, entubada, mas estável.

2 Comentários

  1. Eu acho q as aulas devem continuar suspensas pq isso não afeta em absolutamente NADA a economia. Tem de liberar de forma gradual, não abrir as porteiras de qq jeito, tem de manter a quarentena para escolas e universidades e liberar indústria e comércio. Tem de limitar o trânsito de pessoas. E vcs não vão querer testar a pandemia colocando as crianças da gente na linha de frente não é mesmo?? Coloca na rua quem está querendo trabalhar e precisa por necessidade levar o pão nosso de cada dia pra casa. Agora no meio de uma pandemia internacional que parou o mundo vai por as crianças com malinha de escola e merendeira no meio do tiroteio??? Francamente

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !