Barra Mansa reativa o Conselho Municipal de Turismo

0

BARRA MANSA

A Prefeitura de Barra Mansa consolidou na manhã desta quinta-feira, 23, mais um importante passo para fomentar o turismo no município e, consequentemente no Sul Fluminense. Em reunião promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação foi reativado o Conselho Municipal de Turismo, composto por representantes do poder público, entidades, sociedade civil e privada.

O encontro ocorreu na sala de reunião e treinamento da Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços (Aciap-BM), no Centro, e contou com a presença de membros da própria administração pública,  Aciap-BM,  Câmara  de Dirigentes Lojistas, Sindicato do Comércio Varejista de Barra Mansa, Quatis e Rio Claro, Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes, Sindicato Rural, Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro no Sul Fluminense, além de proprietários da Fazenda São Lucas, localizada no Jardim Guanabara,  de Santana do Turvo, no distrito de Nossa Senhora do Amparo, e de Restaurante em Floriano.

A presidência do Comtur ficou a cargo do secretário de Desenvolvimento Econômico, Agnaldo Raymundo, conforme determina a lei 3.402/03; a vice-presidente eleita foi Denyse Singulani, da Aciap-BM, e a secretária Executiva, Bhella Santos, gerente de turismo do município. Os demais cargos serão preenchidos de acordo com indicação das entidades. O Conselho se reunirá bimestralmente, no entanto nos próximos três meses os encontros serão mensais, nos dias 13 de junho, na sede da CDL, no Ano Bom; 11 de julho, no Sicomércio, Centro, e dia 5 de agosto, na Aciap.

Durante o evento, a gerente de turismo da Secretaria de Desenvolvimento e  presidente do CitVale (Conselho Regional de Turismo do  Vale do Café), Bhella Santos, disse da necessidade da elaboração do regimento interno do Conselho Municipal e da organização do Fundo Municipal de Turismo. “Nosso objetivo é inserir Barra Mansa no Mapa do Turismo Brasileiro visando uma série de oportunidades junto ao Ministério do Turismo voltadas para o desenvolvimento do segmento na área cultural, de aventura, esporte, religioso, negócios e até de saúde. O município que estiver fora do Mapa, estará fora de todas as ações e das políticas públicas do Ministério do Turismo”, ressaltou Bhella, esclarecendo que o Mapa do Turismo é atualizado de dois em dois anos e suas últimas alterações foram efetuadas em 2017.

MAPA DO TURISMO BRASILEIRO

Por determinação do Ministério do Turismo, somente os municípios que estiverem com seus Conselhos ativados e possuam Instancias de Governança Regional terão a possibilidade de fazer parte do Mapa do Turismo Brasileiro. A Instância de Governança em que Barra Mansa está inserida é o CitVale, que engloba outros 14 municípios: Rio Claro, Volta Redonda, Pinheiral, Piraí, Barra do Piraí, Rio das Flores, Valença, Engenheiro Paulo de Frontin, Paty do Alferes, Mendes, Paracambi, Vassouras e Paraíba do Sul.

Denyse Singulani, da Aciap-BM, abordou sobre a importância de valorizar os equipamentos históricos existentes no município e região como forma de movimentar o turismo. “Precisamos valorizar o que temos, nossas fazendas e parques históricos, potencializando nossa capacidade de atrair turistas para o Sul Fluminense”, disse. Débora Carvalho, da Firjan, afirmou que as ações que estão sendo realizadas representam a oportunidade de concretizar iniciativas capazes de gerar emprego, renda e dar visibilidade a região do CitVale.

CADASTUR

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Agnaldo Raymundo, alertou sobre a importância do cadastro dos prestadores de serviços na área de turismo no Cadastur, através do site www.turismo.gov.br. A medida tem o objetivo de reunir todos que estejam legalmente constituídos e em operação a fim de gerar oportunidades de qualificação, acesso a linha de créditos junto a bancos oficiais, de negócios e acesso a mercados nacionais e internacionais, classificação dos meios de hospedagem, entre outros. “Barra Mansa, atualmente tem a classificação C. Nossa meta é elevar esse padrão para a categoria B, daí a importância de ter um Conselho Municipal de Turismo propositivo, deliberativo e atuante, que permitirá inclusive a reorganização do nosso calendário de eventos”, disse.

ROTEIRO CICLOTURÍSTICO NO INTERIOR

O coordenador de Juventude, Esporte e Lazer do município, Marco Cambraia, enumerou algumas ações que estão em execução na área do cicloturismo, como o mapeamento da rota cicloturística da região com cerca de 430 Km, desenvolvido pelo Sebrae, através do Programa Lider, e a implantação de uma ciclovia com 108 Km, ligando Barra Mansa a Angra dos Reis, na área remanescente da linha férrea. “O projeto está em Brasília aguardando a VLI, empresa responsável por esse trecho férreo, devolver a proposta ao Governo Federal com aporte de recursos que serão destinados à adaptação das estações ferroviárias em pontos de apoio aos ciclistas. Destaque também para a ciclovia que será construída em Barra Mansa a partir da realocação das linhas férreas do Projeto do Pátio de Manobras” detalhou Cambraia, afirmando a viabilidade do cicloturismo, citando como referência o fato de, anualmente, 40 mil brasileiros deixarem o país para pedalar na Europa.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !