Barra Mansa promove Dia Mundial ao Combate às Hepatites Virais

0

BARRA MANSA

Nesta quarta-feira, 28, é celebrado o “Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais”. Em alusão a data, a Secretaria de Saúde, através do Departamento de IST/AIDS/Hepatites Virais, promoveu uma ação com foco em orientações na prevenção da doença, com a oferta de diversos serviços para reforçar os cuidados com a saúde.

As hepatites virais B e C afetam cerca de 325 milhões de pessoas no mundo, causando 1,4 milhão de mortes por ano, sendo a segunda maior causa de morte entre as doenças infecciosas, perdendo apenas para a tuberculose. O índice de infectados com hepatite é  nove vezes maior do que com o vírus do HIV. A hepatite é evitável, tratável e, no caso da hepatite C, curável. No entanto, mais de 80% das pessoas que vivem com hepatite carecem de serviços de prevenção, testagem e tratamento.

O médico hepatologista e gastroenterologista Hugo Ricardo Amaral da Silveira, falou sobre a doença. “Segundo o Ministério da Saúde, as hepatites virais podem ser dos tipos A, B, C, D (Delta) e E. No Brasil, as mais comuns são as do tipo A, B e C. A hepatite é uma inflamação no fígado e pode ser causada por vírus, através da relação sexual, ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas e, também, por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.”

Hugo ressaltou a importância da imunização para hepatite B. “Oriento as pessoas a tomarem as doses no prazo indicado no cartão de vacinação. Já à hepatite C, não existe vacina e, por isso, é importante prevenir a doença”.

Marryelle Pessoa, coordenadora do programa, ressaltou a importância da testagem para hepatite. “A maioria dos pacientes que vêem aos postos, é quase nulo a quantidade que procura o teste para hepatite, que é uma doença silenciosa. Diferente das outras IST, ela não gera lesões visíveis. Hoje estaremos disponibilizando testagem rápida na intenção da descoberta precoce da doença e possíveis acompanhamentos”, revelou.

A técnica de enfermagem Mayara Lopes ressaltou o apoio dado pelo Estado.“Todo o tratamento, desde a testagem, vacinação de prevenção e até a possível cura da doença, o Estado fornece todos os recursos para o combate à hepatite. Basta ir aos postos de atendimento e realizar o teste.”

Foram entregues kits de prevenção, contendo alicate, cortador de unha, lixas e preservativos masculinos e femininos, a todos que realizarem o teste. A data será lembrada com outras ações nos próximos dias.

error: Conteúdo protegido !