Barra Mansa é primeiro lugar em coleta seletiva no estado

0

BARRA MANSA
Uma engrenagem em favor ao meio ambiente foi consolidada em Barra Mansa, com o programa Coleta Seletiva. Após um aprimoramento do projeto, o município recebeu o primeiro lugar do estado, com 1,95% de recicláveis coletados. Para chegar a esse percentual, foi realizada uma pesquisa, onde foram averiguadas as informações do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS-Ecológico). Hoje, 53 bairros de Barra Mansa contam com o serviço e a previsão é que, até o fim deste ano, outros 20 bairros sejam contemplados. Já para 2020, a expectativa é que o município tenha 100% da cobertura em Coleta Seletiva.
De acordo com o diretor executivo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa (Saae), Fanuel Fernando, esse reconhecimento é um grande ganho para o município, incentivando ainda mais os trabalhos e esforços. “Queremos manter essa colocação. Vamos continuar trabalhando nos comércios e escolas, bairros, com intuito de atingir o maior número de pessoas possível e, por determinação do prefeito Rodrigo Drable, a autarquia vai investir ainda mais em equipamentos para facilitar esse trabalho”, comemorou o diretor.
Para o responsável pelo Programa Coleta Seletiva, Sérgio Antônio da Silva, a população também é a grande responsável por essa conquista, pois, segundo ele, as pessoas estão cada vez mais conscientes de como descartar seu lixo de forma correta. “Já estamos com a previsão de adquirir mais dois caminhões para que o projeto seja ampliado e fortalecido. Ainda há muito a avançar, mas estamos no caminho certo para isso”, expressou Sérgio.
O coordenador de Resíduos Sólidos do Saae, Jackson Rabelo, explicou que apesar do destaque que o município teve, a porcentagem da Coleta Seletiva teve um aumento no meio do semestre e hoje atinge a marca de 3,0%, que é o mesmo da média nacional. “É importante que criemos hábitos conscientes, não apenas para alcançar um status, mas também para valorizar o meio ambiente. Quando exercitamos boas práticas ambientais, minimizamos diversos danos. Nosso objetivo até o fim do ano é atingir a marca de 10% de recicláveis coletados”, concluiu.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !