Bancada de evangélicos se reúne com prefeito para discutir projeto vetado

1

VOLTA REDONDA

Na manhã desta segunda-feira o prefeito Samuca Silva (Podemos) se reuniu com a bancada dos evangélicos da Câmara de Vereadores. O assunto tratado foi o veto ao projeto de lei que concedia isenção de taxas de aluguéis a igrejas para utilizar o espaço da Ilha São João. A Procuradoria Geral do Município informou que o projeto é inconstitucional. “A Prefeitura de Volta Redonda já apoia eventos religiosos na Ilha São João, mas como o projeto é inconstitucional foi vetado após o parecer da Procuradoria Geral do Município, por ter vício de iniciativa. Como poderia gerar redução de receitas, essa medida teria que ser tomada pelo Executivo e não pelo Legislativo”, disse o prefeito Samuca Silva.

O pedido do encontro foi dos vereadores Laydson Cruz, Fernando Martins e Paulinho do Raio-X, todos do MDB, Isaac e Sidney Dinho, ambos do PEN, Washington Uchôa (PRB), Paulo Conrado (PRTB).

Os parlamentares pediram ao prefeito que crie um grupo de trabalho para tratar somente de assuntos de eventos religiosos realizados na Ilha São João, que terão representantes das igrejas e instituições religiosas, dos vereadores e do governo municipal. O Gabinete de Estratégia Governamental (Gegov) será o interlocutor da prefeitura no grupo de trabalho. “É com diálogo que vamos avançar. A prefeitura sempre apoiou e continuará apoiando as festas religiosas na Ilha São João. Porém, não podia sancionar uma lei que é inconstitucional”, finalizou o prefeito de Volta Redonda.

1 comentário

  1. Isso é Brasil. Esses vereadores com seus currais eleitorais. Querendo fazer da ilha são João seus currais para explorar o gado e se reeleger na próxima eleição.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !