Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Volta Redonda discute sobre doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti

0

VOLTA REDONDA

O plenário da Câmara de Vereadores foi palco na noite de terça-feira, 7, da Audiência Pública que discutiu sobre dengue, zika e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. O evento, que

foi solicitado pelo presidente do Legislativo, vereador Edson Quinto (PR), contou com a presença não só da população, mas também do secretário Municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, representantes da Unimed, Hospital das Clínicas, Hospital São João Batista (HSJB) e do Hospital Municipal Munir Rafful (HMMR), além dos vereadores Rodrigo Furtado, Fernando Martins e Neném.

A audiência foi aberta pelo vereador Edson Quinto agradecendo a todos os presentes e alertando sobre os cuidados que a população deve ter nas residências. Quinto lembrou que a ideia de solicitar a audiência surgiu depois que recebeu informações sobre o aumento de casos de dengue, zika e chikungunya na cidade. “É um tema preocupante e por isso se torna necessário o envolvimento dos vereadores no amplo debate sobre o assunto”, destacou o parlamentar, ressaltando que o período foi de muita chuva e o acúmulo de água parada fica propício a proliferação de criadouros do Aedes Aegypti. “Sendo assim nada melhor que uma audiência para discutirmos o caso com profissionais da área e representantes do Estado e do município.

PRESENTE NA AUDIÊNCIA

Também esteve presente na audiência o representante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rivaldo Venâncio Cunha. Ele falou sobre a preocupação da entidade com a dengue e outras doenças e salientou ainda que não é um problema que vai além da saúde, mas que precisa unir forças para combater na cidade, no estado e no país.

Durante a audiência os participantes falaram sobre o combate a essas doenças e adoção de medidas emergenciais, como prosseguimento das campanhas já realizadas na cidade, além de mais informações para conscientizar a população. Para Edson Quinto, a audiência foi muito importante para a ampla discussão sobre o assunto e, principalmente para conscientizar as pessoas.

Não é a primeira vez que o presidente da Câmara de Vereadores se posiciona para a realização de uma audiência para discutir o assunto. Em 2016, o parlamentar também realizou um evento com as mesmas formalidades. Na ocasião reuniu estudiosos e representantes de órgãos diversos, a exemplo do que aconteceu desta vez.

error: Conteúdo protegido !