Ato ‘Volta Redonda e Barra Mansa unidas Pela Vida’ reúne profissionais de setores e entidades diversas  

0

O ato unificado terminou em Barra Mansa – FÁBIO GUIMAS

VOLTA REDONDA

Um ato denominado ‘Volta Redonda e Barra Mansa unidas Pela Vida’, com carreata unificada, está ocorrendo na manhã desta segunda-feira, dia 1º de fevereiro. Na Cidade do Aço, a concentração aconteceu no Kartódromo VR, no bairro Aero Clube. Os manifestantes seguem pelos principais bairros da cidade, passando pela Secretaria Municipal de Educação (SME) e de Saúde (SMS). O encontro em Barra Mansa será na Praça da Matriz, no Centro, onde termina o ato. Disseram os manifestantes que, com todos os cuidados necessários estão indo às ruas em defesa da vida.

A carreata no Centro de Barra Mansa – FÁBIO GUIMAS

 

O ato é uma realização através do Fórum Regional de Lutas, com participação de funcionários públicos e da Educação de Volta Redonda e Barra Mansa, metalúrgicos, motoboys, APD, Jongo di Volta, Oposição Metalúrgica do Sul Fluminense, Associação de Mulheres de Luta, Fórum de Resistência Democrática Agulhas Negras,entidades sindicais Sepe_VR e BM, Sindicato da Construção Civil, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Associação Mulher, Cidadania, Ambiente e Economia Solidária, Associação de Mulheres Beth Lobo de Volta Redonda e Região, Partidos políticos PCB, PT, PSOL, PSTU e PV.

De acordo com os organizadores, diante do difícil cenário imposto a cada trabalhador e trabalhadora das cidades de Volta Redonda e Barra Mansa, o Fórum Regional de Lutas, convocou a todos que compreendem o difícil cenário sanitário, político e econômico que o país atravessa, devido a política do Jair Bolsonaro. Ainda segundo os organizadores, é uma soma de forças nesse importante momento histórico.

EIXOS DA MANIFESTAÇÃO E PAUTAS ESPECÍFICAS

Impeachment Já, Fora Bolsonaro e Mourão, vacina já (fortalecimento do SUS), auxílio emergencial (luta contra teto dos gastos e contra reforma administrativa)

Entre as pautas específicas estão a do Sepe-VR pelo fim dos atrasos dos pagamentos aos servidores ativos e aposentados, pelo fim da suspensão de mais de 600 concursados da SME, SMS e Smac. Do Funcionalismo-VR pela implementação imediata do PCCS. Sepe-BM o retorno às aulas presenciais somente com vacina, vacina para todos e todas,  Greve pela Vida e implementação do Ensino Remoto. Do Sindimoto do Sul Fluminense, o trânsito mais respeitoso aos motociclistas, pelo fim das blitz sem Detran, pela diária de R$70 e R$ 5 taxa de entrega mínima. Oposição Metalúrgica do Sul Fluminense pela manutenção dos empregos, turno de 6 horas, fim do banco de horas em todas as empresas.