Atividade do MEI é fonte de renda de trabalhadores

0

SUL FLUMINENSE

Realidade na economia brasileira há 10 anos, o Microempreendedor Individual (MEI) responde pela única fonte de recursos de 1,7 milhão de famílias. Isso significa que 5,4 milhões de pessoas no país dependem da renda de um MEI. Os dados constam na 6ª edição da pesquisa “Perfil do MEI” realizada pelo Sebrae, em todos os estados brasileiros, com 95% de nível de confiança e 1% de margem de erro, delineando as principais características desses empreendedores.

Conforme a pesquisa, que entrevistou 10.339 Microempreendedores Individuais entre 1º de abril e 28 de maio deste ano, a atividade é a única fonte de renda de 76% dos MEI. Isso significa que hoje há cerca de 4.6 milhões de MEI que dependem exclusivamente da sua atividade.

Na Região do Médio Paraíba são 53.271 MEIs segundo último levantamento do Sebrae e no Estado 1.030.123. Em Barra do Piraí são 5.468 MEIs, na cidade de Barra Mansa – 10.650; Itatiaia – 1.880, Pinheiral – 1.598, Piraí – 1.304, Porto Real – 1.115, Quatis – 882, Resende – 8.913, Rio Claro – 1.145, Valença – 4.391, Vassouras – 1.878 e Volta Redonda 14.047. Os setores mais representativos na economia da região são os Serviços e Comércio, sendo a Indústria a mais representativa com destaque para Piraí. O Médio Paraíba concentra 6% do total de empresas de forma geral, não apenas MEI. E 66% das empresas da região estão concentradas em três municípios: Volta Redonda (31%), Barra Mansa (19%) e Resende (17%). Em Resende, a microempreendedora Elisângela Pinheiro, trabalha como manicure e em tempos de crise conta com o MEI para conquistar sua renda. “Foi a alternativa para que eu pudesse ampliar minha renda e ter uma funcionária para momentos que não posso atender as clientes. O MEI auxilia meus negócios e incentivei o meu marido a também aderir, trabalhando com serviços de transporte de passageiro”, comenta.

Segundo o Sebrae, o Médio Paraíba concentra 5% dos MEIs do Rio de Janeiro, com destaque para as cidades de Volta Redonda e Barra Mansa, correspondendo a 46% do total de MEIs. Entre as principais atividades dos MEI na região estão Comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, Cabeleireiros, Manicure e pedicure. “O levantamento mostra que 61% dos MEI se formalizaram atraídos pelos benefícios do registro (ter uma empresa formal, possibilidade de emitir nota, poder fazer compras mais baratas) 25% por conta dos benefícios previdenciários e 14% por outros motivos diversos”, informa o Sebrae.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !