Até quando?

0

Até quando a cor da pele das pessoas vai ser usada como motivo de deboche? Brincar com a raça de qualquer indivíduo é crime, no entanto, esse fato parece não inibir as manifestações racistas. Não é de hoje que os campos de futebol têm sido palco para lamentáveis atitudes, seja contra jogadores ou torcidas. Alvos de frases preconceituosas, somente por serem negras, pessoas acabam sendo comparadas a animais. O intuito é ofender, desprezar, segregar. São atitudes lamentáveis, que nos envergonham. A cor da pele, seja ela qual for, é motivo de orgulho, carrega marcas da nossa origem.

No último dia 26 de abril, na partida entre Corinthians e Boca Juniors, pela Copa Libertadores, Leonardo Ponzo, torcedor do time argentino foi preso durante o intervalo do jogo por ter cometido atos racistas contra torcedores brasileiros. Ele teria feito gestos, imitando um macaco. Sua atitude foi identificada por autoridades policiais.

No dia seguinte, após pagar fiança no valor de R$ 3 mil, o torcedor foi liberado e voltou para a Argentina. Willian, jogador do Corinthians, externou sua indignação nas redes sociais dizendo: “Isso é uma piada. Um ato de racismo que vale R$ 3 mil reais. Até quando?”.

Como se não bastasse o ato desprezível, outro torcedor do Boca Juniors tirou uma foto ao lado Leonardo, quando os dois já estavam próximo ao Paraná, se deslocando de volta para a Argentina. A frase da foto dizia “Acá no pasa nada”, que em português significa “Não aconteceu nada por aqui”. A legenda ainda contava com um emoji de macaco. Em seguida, a foto foi apagada.

Mesmo sendo solto sob fiança, o processo deve ser mantido sob tutela da justiça brasileira. A expectativa é de que Leonardo seja julgado por injúria racial, que de acordo com o Código Penal, fixa pena de até três anos, além de multa. Por ora, o torcedor já voltou para as suas atividades normais em uma mercearia, da qual é proprietário, localizada em Bowen, província de Mendoza. O Boca Juniors informou que estuda uma punição para o torcedor indiciado e afirmou que repudia qualquer ato racista.

A cada manifestação racista, não devemos nos calar e nem aceitar esse tipo de conduta. Como ainda é possível que uma pessoa seja julgada e discriminada pela cor da pele? Que tipo de evolução é essa, que continua rotulando por estereótipos? Além de lamentável, é triste. Coloca-nos em uma posição deplorável, de renegação da miscigenação do nosso povo. Afinal, somos um pouco de todas as cores, de todas as raças, de todas as culturas.

Se tivermos mais respeito pelo outro, construiremos um mundo com mais amor, compreensão e igualdade!