Atacante do Voltaço analisa partida contra o Tigres do Brasil

0

VOLTA REDONDA

Apesar de ter vencido a partida de volta contra o Tigres do Brasil na última quarta-feira, dia 17, pelo placar de 1 a 0, o Voltaço não conseguiu ficar com a vaga para as quartas de final da Copa Rio. No entanto, passado o amargo sabor da ‘derrota, a equipe agora está focada na briga pelas primeiras posições no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro, a principal competição do Voltaço no ano.

Na última partida, o técnico Toninho Andrade utilizou cinco jogadores que são pratas da casa. Sendo que três deles iniciaram a partida como titular. Como foi o caso do atacante Saulo Mineiro que marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor.

O atleta fez uma análise do confronto e comemorou o seu primeiro gol com a camisa do Volta Redonda Futebol Clube. “É um prazer enorme estar vestindo esta camisa e conseguir marcar um gol. Infelizmente não foi o suficiente para conseguirmos a classificação, mas é bom para dar confiança para a sequência do Campeonato Brasileiro. Espero poder ajudar a equipe com outros gols”, destacou Saulo Mineiro, fazendo uma breve análise da partida. “O que atrapalhou muito foi o jogo de ida, que perdemos por 3 a 0 lá. Eles chegaram aqui com uma boa vantagem e ficou muito difícil porque eles vieram muito fechados, procurando os contra-ataques. Jogamos bem, tivemos uma boa atitude durante a partida, mas, infelizmente não conseguimos reverter o resultado”, lamentou o atacante.

Nota oficial sobre o caso do zagueiro Igor Gomes

O Volta Redonda Futebol Clube tomou conhecimento nos últimos dias, através de matérias publicadas por diversos veículos da imprensa, inclusive internacionais, de que o zagueiro Igor Gomes, revelado pelo Esquadrão de Aço, estaria se transferindo para o Barcelona, da Espanha.

A diretoria do Voltaço destaca que, desde a sua conturbada saída do clube, no começo do ano, está monitorando o atleta e já teria informado a ele e seus representantes que buscaria a “training compensation”, uma “indenização por formação” estipulada pela Fifa, pelos cerca de quatro anos que o mesmo esteve nas categorias de base do Volta Redonda. O valor final da indenização está diretamente relacionado ao clube que o atleta fará seu contrato. No caso, sendo o Barcelona, estaria em torno de 350 mil euros. Visto isso, o Volta Redonda informa que está consultando o Barcelona sobre a veracidade da notícia e, caso seja verdade, irá apresentar a documentação comprovando que o Esquadrão de Aço tem direito a indenização pela formação do atleta.

A diretoria tricolor reitera que confia no desfecho positivo da negociação e que os seus direitos serão respeitados.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !