Artista plástico paulista expõe quadros em seu atelier em Quatis

0

QUATIS

Os apreciadores das artes plásticas não podem perder a exposição ‘Mãos’ do artista plástico Rocco Caputo que acontece em Quatis. A mostra reúne desenhos do paulista Rocco que está morando na cidade desde o ano passado. A exposição permanente pode ser visitada de segunda a sábado, de 9 às 18 horas, e aos domingos, de 9 horas ao meio-dia, no atelier do artista plástico situado na Rua Faustino Pinheiro 196, próximo à livraria Prosa & Verso, no Centro da cidade.

São 22 desenhos em giz pastel seco com pouco óleo sobre tela, todos produzidos na Itália. O próprio Rocco Caputo explica o título da exposição ‘Mãos’. “É o instrumento de bondade e de maldade, é a forma de expressão do homem que afaga e que apedreja”, comentou o artista acrescentando que entre as obras estão retratados as mãos do papa, de Cora Coralina, de Galeano e outras.

Caputo fala que o talento para as artes plásticas começou a ser sinalizado ainda na adolescência, quando estudou desenho artístico com o mestre Hugo Benedetti, de 1976 a 1977. Quatorze anos depois, em 1991, se formou em pintura pela Academia de Bellas Artes Foggia, na Itália. Tão logo retornou ao Brasil, montou o atelier Rocco Caputo em Rio Claro, no estado de São Paulo, no qual ministrou aulas de Desenho e de Pintura até 2004. Já na cidade de Piracicaba, também em São Paulo, seu atelier funcionou até dezembro de 2018. Nesta cidade, aliás, ele promoveu, no ano passado, a exposição ‘Mãos’, que agora poderá ser visitada pelos moradores da região.

ARTISTA ESCOLHEU QUATIS PARA MORAR

Nascido na cidade paulista de Piracicaba, o artista plástico Rocco Caputo viveu muitos anos na Itália, país de origem do pai Antônio Caputo. De volta ao Brasil, no começo da década de 1990, passou a residir em Rio Claro (SP), retornando posteriormente para sua terra natal. Mas a esposa é de Barra Mansa e a sogra quatiense, cidade com a qual se encantou desde a primeira vez que a visitou. Resultado, o artista e a mulher Lilian se mudaram em julho do ano passado para Quatis, aonde ele montou um atelier com suas obras.

Rocco Caputo destaca os motivos que o atraíram para a cidade. “Quatis me encanta pelo fato de não ter prédios, ser de pequeno porte e porque de cada esquina posso ver o horizonte dos quatro lados da rua”, declara o artista, que tem 57 anos de idade, e cuja mãe Márcia Maria de Lima Caputo nasceu no interior paulista.

No início do mês, o artista plástico tornou realidade mais um sinal concreto da sua identificação com o município. Ele se cadastrou na Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, dentro do Programa MEI (Microempreendedor Individual). O ramo do programa por meio do qual vai atuar será o seguinte: instrutor de arte e cultura em geral.

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !