Após novo risco de deslizamento, prefeitura informa que aumentará aluguel social para moradores da Vila Natal

0

BARRA MANSA

No fim da tarde de terça-feira, dia 11, um total de 13 famílias da Vila Natal, no bairro Paraíso de Cima, na Região Leste, tiveram que se abrigar no Colégio Damião Medeiros por causa da possibilidade de deslizamentos. A área de risco é na Rua Três, na qual, desde abril do ano passado, 30 imóveis estão interditados em função de rachaduras na encosta. A prefeitura afirmou que uma parte significativa dos residentes não quer se mudar da área de risco e não tem cadastro do ‘Minha Casa Minha Vida’.

O A VOZ DA CIDADE esteve presente no bairro nesta quarta-feira, dia 12, e conversou com os moradores que falaram que o valor do Aluguel Social não atende as necessidades. A Prefeitura de Barra Mansa informou que o valor terá um aumento de R$200, totalizando R$ 500. O aluguel social é um benefício disponibilizado por três meses, sendo renovável por mais três, conforme estabelecido por lei. Além disso, um novo empreendimento para o ‘Minha Casa Minha Vida’ será realizado e o cadastramento será oferecido novamente.

De acordo com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, foi feita a interdição dos imóveis no ano passado e os moradores foram informados sobre o Programa do Aluguel. A secretária da pasta, Ruth Coutinho, explicou que alguns moradores estão recebendo o aluguel, que é de R$ 300, e outros residentes optaram por não aceitar o benefício e voltaram para suas residências, mesmo cientes do perigo.

Do outro lado, os residentes dizem que não querem morar em um local de risco, mas que o Aluguel Social seria um valor pequeno e não daria para arcar com os custos. Além disso, citaram que ele geralmente atrasa. De acordo com Ranflei Leandro, de 35 anos, que está morando no ponto provisório, as pessoas que optaram por ficar em suas casas, é porque não estavam recebendo todo mês. “Se tivermos a oportunidade de ir para um lugar melhor, nós iremos embora”, disse.

Já a prefeitura, informou que o cadastro dos benefícios foram oferecidos a todas as famílias, mas nem todos quiseram o aluguel social e nem o Minha Casa Minha Vida (MCMV). A previsão para a entrega das novas unidades habitacionais, para as famílias que realizaram o cadastro, começará pelo Paraíso, entre maio e junho. E sobre o atraso no pagamento, a assessoria da prefeitura informou que o auxílio está sendo realizado normalmente.

De acordo com o secretário de Habitação de Barra Mansa, Alberto Carneiro, uma equipe da secretaria será encaminhada ao bairro para realizar novamente o cadastro do MCMV, em data que ainda será agendada. O novo cadastramento fará parte de um novo empreendimento. “Além disso, para essas pessoas, vamos solicitar um complemento no Aluguel Social, no valor de R$200, que vai totalizar R$500. Esse aditivo será apenas para as pessoas desta localidade que estiverem inseridas no programa”, frisou.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !