Após dois anos ponte da Vila Elmira é inaugurada

0

BARRA MANSA

Na manhã de ontem, a tão esperada ponte que liga os municípios de Volta Redonda e Barra Mansa, no bairro Vila Elmira, foi inaugurada. A entrega da travessia aconteceu às 10 horas, e contou com a presença de mais de 100 pessoas. A ponte foi totalmente destruída em setembro de 2016 após uma forte chuva. A obra deveria ser realizada pelo Governo do Estado. Porém, diante da ausência do Executivo estadual, os dois municípios firmaram uma parceria dividindo o custo da intervenção da ordem de R$ 400 mil.

Além da presença do prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable e o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, o evento contou também com a presença de representantes de vários órgãos públicos dos municípios e presidentes de associação de moradores e a comunidade local.

Rodrigo Drable disse que a obra era obrigação do estado, que não fez sua parte. “Mesmo a obrigação não sendo nossa, nós não poderíamos nos omitir. Então junto com a Prefeitura de Volta Redonda, dividimos esforços para dar certo. Barra Mansa fez o projeto, Volta Redonda licitou e nós pagamos as contas juntos”, disse, completando que a obra pegou ambas as prefeituras de surpresa. “A obra não estava no nosso orçamento, e teve que ser subtraída de outros projetos. Infelizmente com a nossa escassez de recursos, o tempo de conclusão não foi como gostaríamos”, disse.

Já o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, relatou a importância de firmar parcerias para resolver problemas comuns. “A população quer os prefeitos unidos, aqui é uma região que você tropeça e já está em
Volta Redonda ou em Barra Mansa. E essa obra era importante para interligar as duas cidades e os dois bairros”, afirmou, concluindo que a ponte pode ter demorado para ficar pronta, mas a obra foi executada com exigência.

A OBRA

A ponte da Vila Elmira, que liga as ruas Manoel José da Silva (BM) a Osmarino Novaes (VR), desabou em setembro de 2016 devido às chuvas. Desde então os moradores da localidade ficaram prejudicados.

O diretor executivo da Susesp – BM (Superintendência de Obras e Serviços Públicos), Cesar Carvalho, explicou que a responsabilidade sobre as obras estruturais foram divididas entre Barra Mansa e Volta Redonda. “Realizamos em conjunto a contenção, a laje para a pavimentação da pista e drenagem das águas pluviais. Barra Mansa recuperou todo o guarda-corpo da ponte. Volta Redonda doou o material para a construção da base com asfalto a quente. Barra Mansa entrou com o maquinário, a mão de obra, além dos serviços de compactação e sinalização viária, enumerou César.

O secretário de Infraestrutura – VR, Antônio Roberto Tavares, lembrou que a obra teve problemas estruturais, por se tratar de convênio. “Inicialmente, a previsão era de que os serviços fossem realizados em três meses a partir de fevereiro, prazo que se estendeu por mais sete meses. Hoje, estamos entregando um serviço de alta qualidade”, relatou Antônio.

COMUNIDADE COMEMORA

Vários moradores compareceram na inauguração para comemorar a travessia que era tão esperada. De acordo com a presidente da Associação de Moradores da Vila Elmira, Áuria Maria, foi feito um acompanhamento e uma cobrança contínua para ter a ponte. “Demorou um pouco, mas conseguimos. Fomos prejudicados demais sem a ponte. Barra Mansa e Volta Redonda ficaram divididas e dificultou bastante o comércio. Hoje a nossa satisfação é mil”, comemora.

A presidente da Associação de Moradores da Ponte Alta, Josiane Cristina de Carvalho frisou que a nova ponte vai facilitar a vida das pessoas. Márcio de Barros, aposentado e morador do Cajueiro, destacou que a nova travessia dará mobilidade aos motoristas que não terão que enfrentar o intenso fluxo de veículos na Ponte Alta, principalmente entre 17 e 19 horas, ou dar uma grande volta até chegar ao destino por dentro do bairro Vila Elmira.

error: Conteúdo protegido !