Após derrota para o Juventude-RS, diretoria do Voltaço apresentará reclamação oficial junto à CBF

0

VOLTA REDONDA

O Volta Redonda vencia o Juventude-RS até os 24 minutos do segundo tempo, quando, em um lance bastante questionável, no jogo do dia 19, segunda-feira, o árbitro da partida expulsou o zagueiro tricolor Daniel Felipe, e mudou toda a história do jogo. Logo em seguida, a equipe gaúcha virou o jogo, mas, mesmo com um homem a menos, o Voltaço conseguiu se recuperar e empatar a partida.

O comandante do Tricolor de Aço, Toninho Andrade, lamentou a decisão do árbitro que, na sua avaliação, prejudicou a equipe da Cidade do Aço. “É complicado! Estávamos com a vantagem, bem na partida e aí um erro de arbitragem muda totalmente o rumo do jogo. O Daniel pegou a bola, em um lance no meio-campo, e recebe cartão vermelho direto. E o pior é que não foi o primeiro erro que cometeram contra o Volta Redonda nesta reta final. Contra o Ypiranga, o primeiro gol deles foi uma falta clara e o juiz não deu. É um absurdo o que estão fazendo”, lamentou o treinador.

Na última rodada da fase de grupos, o Voltaço encara o São José-RS, domingo, dia 25, às 18 horas, no Estádio Passo D`Areia. Para se classificar, independente dos outros resultados da rodada, o Esquadrão de Aço precisa de uma vitória simples. Caso termine empatado, o Tricolor dependerá de uma vitória do Juventude-RS sobre o Ypiranga-RS ou do Paysandu-PA contra o Remo-PA.

Reclamação oficial

A diretoria do Volta Redonda irá apresentar uma reclamação oficial junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre a postura da arbitragem na partida entre Volta Redonda e Juventude-RS e por omissão na súmula do confronto.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !