Alunos de Direito da UFF realizam pesquisa sobre racismo ambiental na região

0

VOLTA REDONDA

Alunos do 3º período do curso de Direito da Universidade Federal Fluminense de Volta Redonda (UFF) estão realizando uma pesquisa sobre racismo ambiental na região do Médio Paraíba. Até o momento cerca de 70 pessoas responderam a um questionário visa levantar dados de cada local sobre saneamento básico, saúde, coleta de lixo, distribuição de água etc. O objetivo da pesquisa é levantar dados para a elaboração de um artigo para a IV Simpósio de Pesquisa em Direito do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), que tem como tema ‘Direitos Minorias e Inclusão Social. O questionário estará disponível até o dia 10 de agosto, para responder basta acessar o link: bit.ly/2Jp9CAY.

A pesquisa está sendo realizada pelo aluno Matheus dos Santos Caitano e Marcella de Lourdes, ambos de 19 anos. Segundo explicou Matheus ao A VOZ DA CIDADE, com os dados será possível analisar qual seria o grau de deficiência do Poder Público em relação às populações vulneráveis. “Queremos medir se as questões sociais da região influenciam nas ações do Poder Público nas comunidades”, declarou, acrescentando que, o questionário será encerrado no dia 10 de agosto, e o ideal é que no mínimo 200 pessoas participem. “Com tudo feito, vamos levar uma análise de quais as consequências disso e como empreender medidas para reverter esse cenário”, ratificou.

Matheus ainda explicou que além do questionário, a dupla irá visitar alguns bairros para observar a realidade das comunidade, e, além disso, contatar as Secretarias do Meio Ambiente das cidades, para saber da situação de cada local. “No final, vamos fazer um relatório para ser divulgado na revista da UniFoa, material mais fácil e acessivo para ser divulgado nas redes sociais”, disse.

O aluno de Direito ainda relatou que estudou sobre o tema na disciplina de Sociologia e Antropologia Jurídica. “Tivemos debates sobre essa questão e com isso surgiu o interesse de nos aprofundarmos na realidade da nossa região”, expôs, completando que sobre a importância do tema. “Normalmente a gente encara o racismo como casos isolados, mas na verdade é uma relação social, que inclusive envolve o governo e as populações. É importante, principalmente em relação de saneamento e saúde”, concluiu.

error: Conteúdo protegido !