Alteração de trânsito no bairro Piteiras é alvo de críticas

0

BARRA MANSA

Moradores do bairro Piteiras procuraram o A VOZ DA CIDADE para se queixarem de um serviço feito pela Prefeitura de Barra Mansa, onde segundo eles, foi deixado pela metade. Em setembro, a Secretaria de Ordem Pública realizou uma alteração no trânsito das ruas Alice Tavares dos Reis, a João Barizon, e Rua Otenílio Machado, onde, de acordo com o que foi divulgado pela pasta, o objetivo era dar mais segurança aos pedestres e melhorar a mobilidade local. No entanto, com a alteração, que fez com que as vias principais se tornassem de mão única, um novo problema surgiu: os condutores não respeitam as alterações e os limites de velocidade.

Algumas das queixas dos residentes são: falta de sinalização vertical, falta de um redutor de velocidade (quebra-mola/tachão refletivo), e, acompanhamento da Guarda Municipal para auxiliar os condutores a mudança. Os moradores afirmam já terem feito as devidas reclamações aos responsáveis, mas ainda não foram atendidos. Eles ainda dizem ter medo que um acidente ocorra, uma vez que os veículos andam na contramão e muitas crianças frequentam o local.

Segundo o presidente da Associação dos Moradores do bairro, Carlos Henrique Silva, essa situação causa indignação. “O imposto todo mundo paga, mas na hora da comunidade receber os serviços, nós temos que ficar insistindo. Não estamos pedindo favor, é um dever deles”, disse, relatando que a alteração no trânsito foi uma sugestão da associação, dada a Secretaria de Ordem Pública. “Quando eles alteraram o trânsito, o combinado era ter guardas orientando para reeducar os condutores da forma certa, porque mudou totalmente a forma do trânsito aqui. No entanto, a Guarda Municipal não esteve presente em nenhum dia”, expôs.

Já o vice-presidente da associação, Nelson Noel, disse que a população aprovou a alteração no trânsito, no entanto, o serviço tem que ser bem feito. “O tráfego aumentou nas ruas João Barizon e Otenílio Machado com essa alteração, agora o fluxo é grande e o pior, os veículos passam em alta velocidade. Por isso é necessário que instalem quebra-molas no local e a sinalização adequada, para que os condutores não entrem na contra mão”, relatou.

O A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a Prefeitura de Barra Mansa, que informou, através da Secretaria de Ordem Pública, que enviará uma equipe nesta quinta-feira, dia 17, para uma vistoria completa e assim avaliar a viabilidade das solicitações.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !