Adultos de 20 a 29 anos devem se vacinar contra o sarampo até o fim de novembro

0

BRASÍLIA/SUL FLUMINENSE

Nas cidades onde o feriado desta quarta-feira, 20, foi transferido para segunda-feira, a segunda etapa da campanha seletiva da vacina triviral contra o sarampo teve início ontem. Nacionalmente, a segunda etapa começou no dia 18. Dessa vez os alvos da ação são os adultos com idade entre 20 a 29. A faixa etária acumula o maior número de casos confirmados de sarampo, de acordo com o último boletim epidemiológico. Em todo o país, são mais de nove milhões de adultos jovens não vacinados contra a doença ou com o esquema vacinal incompleto, que deve ser com duas doses da vacina. A realização dessa etapa da campanha é importante para interromper a cadeia de transmissão do vírus nesses jovens que não tomaram as duas doses. A campanha faz parte das ações do Movimento Vacina Brasil e o Dia D acontecerá no dia 30 de novembro, mesmo dia que a campanha se encerra.

Todos os Postos de Saúde da Família (PSF), de Barra Mansa, já contam com a dose do medicamento. A Prefeitura de Pinheiral também já confirmou que as portas estão abertas para receber o público para a imunização. Em Volta Redonda e Angra dos Reis as unidade também já estão funcionando para imunizar a população. Em Angra já houve um caso confirmado de sarampo, registrado no Parque Mambucaba, que teve cura.

Para atender a demanda, o Ministério da Saúde enviou 5,2 milhões de doses extras da vacina tríplice viral aos estados em outubro. Além disso, há 2,3 milhões de doses, enviadas durante a primeira etapa da campanha, em estoque dos estados. Para novembro, está prevista a entrega de mais de quatro milhões de doses pelos fornecedores, que serão enviadas aos estados conforme a necessidade, totalizando 11,3 milhões de doses extras. A vacinação direcionada para este público reduz a possibilidade de aglomeração nas Unidades de Saúde em decorrência da procura da vacina.

A orientação da coordenadora do Núcleo de Imunização de Barra Mansa, Marlene Fialho, é que os adultos, pertencentes à faixa etária da iniciativa, que tiverem dúvidas se tomaram ou não a dose, se apresente em uma unidade de saúde mais próxima de sua residência. “Somente aqueles que não tiverem tomado à vacina serão alvo da campanha. Por isso frisamos a importância de estar com o cartão de vacinação em mãos, para que o profissional analise a necessidade de aplicar a dose”, explicou.

contraindicação

A vacina é contraindicada durante a gestação, pois são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado. A gestação tende a diminuir a imunidade da mulher, o que deixa o sistema imunológico mais vulnerável e, com isso, é pode desenvolver a doença ou complicações. Para o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, o público de 20 a 29 anos comporta um grande número de mulheres em idade fértil e é importante que se vacinem, caso não estejam grávidas.

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !