Abrigo é montado na Arena Esportiva de Volta Redonda para atender pessoas em situação de rua  

0

 

VOLTA REDONDA

Criado para a proteção das pessoas em situação de rua contra o novo coronavírus (Covid-19), com capacidade para atender 40 pessoas, abrigo municipal é montado na Arena Esportiva, no bairro Voldac, em Volta Redonda para atender pessoas em situação de rua. O espaço, que já conta com 27 pessoas, é acompanhado diariamente por uma equipe do Consultório na Rua, composta por enfermeiros, psicólogo, técnico de enfermagem, assistente social, além da equipe da Saúde Mental, que cuida e realiza atividades individuais com os abrigados.

O secretário Municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, informou que os abrigados precisam seguir algumas regras de convivência. Segundo Alfredo, os assistidos não podem entrar e sair a hora que querem. Precisam respeitar esse período de restrição, pois, caso tenham o vírus, poderão contaminar os usuários que permaneceram no abrigo temporário. “Além disso, os acolhidos devem contribuir com a limpeza e manutenção do espaço e da higiene pessoal, evitar contato físico e aglomerações, respeitando o distanciamento necessário entre os acolhidos”, informou Alfredo.

LOCAL DE ISOLAMENTO

Ainda de acordo com o secretário, o espaço conta com um local de isolamento que será utilizado para os usuários que apresentem sintomas suspeitos de Covid-19. Para esses usuários serão disponibilizadas máscaras, álcool em gel, além de orientações quanto à importância do cuidado com a separação de objetos pessoais e cuidados de higiene, como a lavagem das mãos. “Pessoas que tiverem agravamento do quadro, sem melhora com o uso de medicação, serão encaminhadas para unidades de referência. O município conta ainda com outros locais para atender as pessoas em situação de rua, como o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), o Serviço de Atendimento ao Migrante (SAM), que funciona na rodoviária, e o Abrigo Municipal Seu Nadim”, explicou.

Diariamente , até às 20 horas, os assistidos têm atividades físicas, oficina de música e cinema. Após esse horário, ficam com um cuidador e um guarda municipal. Na quarta-feira, 1º, um grupo de voluntários ofertou aos assistidos no abrigo corte de cabelo.

O prefeito Samuca Silva destacou que o objetivo da Prefeitura de Volta Redonda é que todas as pessoas em situação de rua sejam acolhidas no espaço. Disse o prefeito que o município está fazendo abordagens, explicando a eles como está funcionando o abrigo e incentivando-os a saírem das ruas. Garantiu que a prefeitura vai continuar buscando alternativas para proteger a população de Volta Redonda. “Não vamos parar enquanto o vírus estiver circulando na cidade”, prometeu o prefeito.