A reconstrução do Rio é agora

0

Cláudio Castro, governador do Estado do Rio de Janeiro

Desemprego, comércios fechados, atividade econômica em recessão, serviço público sucateado.
A imagem de um passado recente que, até pouco tempo atrás, assombrava mentes e corações
fluminenses, já começa a mudar. A reconstrução do Rio de Janeiro não é um plano para o futuro.
A reconstrução do estado é agora, acontece hoje. Mesmo durante a pandemia, conseguimos, com
empenho, humildade e responsabilidade, lançar as bases que fundam o momento positivo de paz
e união que o Rio vive hoje.
A prova mais evidente é o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e
serviços produzidos no estado – de 2021, que registrou um crescimento de 4,1%. Com isso, o
nível da atividade econômica atinge um patamar acima do período pré-pandemia. Há ainda um
estudo da Firjan que prevê um desempenho ainda melhor para 2022. Isso tudo é reflexo do
trabalho de quem compreende o Rio sem verdades absolutas ou imposições, de gente que sabe
que nossa maior riqueza está na nossa diversidade e que o futuro precisa ser construído a partir
de consensos, não de guerras politicas.
O aumento do PIB significa, na vida real, mais oportunidades para todos. A estatística positiva se
traduz em novas vagas de trabalho, lançamento de empreendimentos, atração de investimentos
privados, impulsionamento do mercado turístico, enfim, em reaquecimento da atividade
econômica. Este é o resultado dos esforços do governo do estado que, graças a uma gestão
eficiente e planejada, deu início a um ciclo virtuoso para o Rio de Janeiro.
Ao mesmo tempo, as melhores condições econômicas refletem na arrecadação do estado e no
aperfeiçoamento e expansão de políticas públicas. A concessão do serviço de saneamento da
Cedae é fundamental nesse sentido, pois abre duas janelas de oportunidade: a primeira, ao
ampliar, ao longo dos próximos meses, uma cobertura essencial à qualidade de vida da
população; e, a segunda, ao gerar uma receita que vai permitir novos investimentos públicos,
como o PactoRJ, pacote de investimentos de R$ 17 bilhões para melhorias em diversas áreas,
como infraestrutura, desenvolvimento social, saúde, educação, segurança e desenvolvimento
econômico.
O momento presente já dá claras demonstrações de que o Rio de Janeiro superou as
adversidades, está pronto para avançar. O bom ambiente de negócios favorável ao investidor, a
credibilidade, a estabilidade, a transparência e a segurança jurídica e regulatória seguem como
norte da atuação do governo do estado. São marcas que deram resultado quando associadas ao
diálogo, à harmonia e à união com os municípios e os poderes para mudar a vida de quem mais
precisa e, assim, consolidar novas conquistas.