A caixinha de som é réplica ou original? Fique atento aos sinais

0

SUL FLUMINENSE

Elas estão em todas as partes: Seja em casa, nos churrascos, na beira da piscina, dentro do carro, ou ainda na praia. As caixas de som sem fio, via Bluetooth, chegaram há pouco tempo no Brasil e já viraram tendência.

Apesar de ser um produto novo, é possível encontrar diversas falsificações e réplicas da caixa no varejo nacional custando bem menos. Além disso, o modelo é bem semelhante aos outros produtos da linha, que facilita a fabricação de uma cópia fiel do dispositivo em tão pouco tempo.

É preciso estar atento para saber se está levando para casa um produto original ou réplica. As orientações também são válidas para outros aparelhos eletrônicos, inclusive de outras marcas.

  1. Compare embalagens e produtos com os da loja oficial

A primeira coisa que o consumidor precisa observar é a aparência do dispositivo e da caixa. Confira se a embalagem é igual à disponibilizada pela fabricante na loja oficial, checando também se todas as informações presentes estão de acordo.

Além disso, é muito importante conferir se todos os botões, entradas e funções do dispositivo estão corretos. Verifique se o tamanho e o peso estão iguais, já que geralmente as peças falsificadas tendem a ser mais leves por conta da má qualidade do material. Caso alguma das características não esteja correta, pode ser que o aparelho não seja verdadeiro.

  1. Teste a qualidade do som e do material

Outro ponto importante é a qualidade; tanto do som quanto do material. Aparelhos falsificados e réplicas, de modo geral, costumam oferecer uma experiência de uso inferior em relação ao dispositivo original. Por isso, procure testar o aparelho antes de comprar, analisando se o áudio está limpo, se há ruídos, chiados, entre outros.

Se sentir que a potência deixou a desejar, ou que o material da caixa de som é muito frágil, a chance de ser uma réplica é grande. Pintura descascando ou mal feita, tampas que não encaixam corretamente, conectores e botões tortos são alguns outros sinais.

  1. Certifique-se da origem do produto

Outra dica para não ser enganado é conhecer a loja que está vendendo o aparelho. Saber a reputação do revendedor é fundamental, pois existem muitas pessoas que trabalham legalmente com isso. Porém, também há aqueles que comercializam produtos falsos. Uma forma de se garantir que o modelo é original é exigindo a nota fiscal no ato da compra.

  1. Confira as especificações da fabricante

A primeira coisa a se fazer antes de comprar é entrar no site da fabricante e olhar as especificações do modelo. Caso esteja em uma loja física, olhe a ficha técnica na embalagem e compare com a do produto original. Nas compras pela Internet, pode ser mais difícil de identificar, já que, na maior parte das vezes, quem vende produtos pirateados simplesmente copia e cola as especificações do dispositivo verdadeiro.

  1. Desconfie das diferenças de preço

Um dos fatores que ajuda na maior frequência de produtos falsificados é o alto preço. Por isso, desconfie de qualquer valor encontrado que for muito abaixo disso. Aparelhos falsificados tendem a ter valor mais baixo justamente para atrair o consumidor, além de trazer peças e materiais de baixa qualidade.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !