Saae investe em equipamentos para melhorar atendimento à população

0

VOLTA REDONDA

Neste sábado, a prefeitura divulgou que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) segue investindo em melhorias de sua estrutura para agilizar o atendimento à população. Por meio de nota, a administração municipal explicou que recentemente, a autarquia adquiriu novos equipamentos para atender diversas áreas e setores, por conta do crescimento da demanda de reparos das redes de água e de esgoto, além de manutenções civis, como calçadas.

Com cerca de R$ 184 mil em investimentos, foram adquiridos motores de acionamento a gasolina e com partida manual, geradores de energia, bombas submersas, betoneiras, cortadores a disco, desforcímetros (ferramenta voltada para soltar os parafusos e porcas de rodas), entre outros itens.

Os novos equipamentos vão auxiliar na atuação de setores do Saae-VR, como o distrito de obras localizado no bairro Bela Vista, o Setor de Pesquisa e Montagem, estações de tratamento de esgoto e demais unidades.

“Os novos equipamentos irão impactar no melhor atendimento à população, com menor prazo, melhor qualidade e eficiência. E para isso, se fez necessário adquirir equipamentos eficazes e de qualidade, com objetivo de garantir e proporcionar um serviço de excelência para a população de Volta Redonda”, afirmou o presidente do Saae-VR, Paulo Cezar de Souza, o PC.

Caminhão

Além de novos maquinários, o Saae-VR recupera outros equipamentos, gerando economia aos cofres da autarquia e melhorias no atendimento. Foi o caso do caminhão com equipamento jato-vácuo que estava inoperante e foi totalmente reformado, entrando em operação no mês de fevereiro.

Com a recuperação e ativação desse equipamento, as equipes de manutenção de esgoto sanitário da autarquia conseguem reduzir o número de demandas relacionadas às redes de coleta de esgoto. De acordo com a Divisão de Viaturas e Ferramentaria do Saae-VR, o equipamento de jateamento foi fabricado em 2008 e, atualmente, um modelo deste no mercado nacional custa em torno de R$ 500 mil. A reforma geral feita pelo Saae-VR custou aos cofres públicos R$ 89.710,00.