Subtenente do Tiro de Guerra apresenta balanço dos quase dois anos de comando

0

BARRA MANSA

Há quase dois anos a frente do comando do Tiro de Guerra, o chefe da instrução, subtenente Aldo Melo de Lima, cedeu hoje à equipe do jornal A VOZ DA CIDADE uma entrevista exclusiva apresentando um balanço dos seus quase dois anos no TG. Sobre o trabalho, ele o qualifica como positivo, enumerando suas conquistas.

O Tiro de Guerra é uma instituição militar do Exército Brasileiro encarregada de formar atiradores e ou cabos de segunda categoria (reservistas) para o exército. Os TGs são estruturados de modo que o convocado possa conciliar a instrução militar com o trabalho ou estudo, proporcionando a milhares de jovens brasileiros, principalmente os que residem em cidades do interior do país, a oportunidade de atenderem a lei e prestarem o Serviço Militar Inicial.

Com formação militar em 1993, no 10º Batalhão de Infantaria de Juiz de Fora, Minas Gerais, Aldo entrou para o Tiro de Guerra em 12 de janeiro de 2016, com data de passagem prevista para 5 de janeiro de 2018.

Entre as conquistas do seu comando, ele destaca na área administrativa a reforma de dependências da unidade, com a recuperação do telhado; pintura de todo prédio externo e interno e recuperação elétrica; criação da biblioteca do TG; reforma da barbearia; reforma da sala de instrução; criação da Nova Galeria de Ex- Chefes de Instrução e criação da Associação de Reservistas das Forças Armadas (dependências do TG).

Também foi realizada a reforma da associação. “Toda a melhoria realizada, foi alcançada com apoio de material (tintas, material elétrico, hidráulico) da Academia Militar das Agulhas Negras, e com apoio de mão de obra com a Prefeitura de Barra Mansa”, explicou Melo.

De acordo com o subtenente, ele destaca de conquista na área operacional a realização do 1º Exercício no Terreno realizado, dentro das áreas da Academia Militar das Agulhas Negras, com a realização do Tiro de Instrução Básica, onde os jovens, além do tiro, aprenderam a se orientar no Campo, e fazerem seus abrigos improvisados para pernoite. “Ainda podemos destacar a realização do 2º Exercício no Terreno no Distrito de Dorandia, Barra do Piraí, onde realizaram patrulhas, marchas longas e pista de obstáculos. Repetiu-se as atividades dos anos em 2017”, completou Aldo.

Já na parte de civismo e cidadania, ele destaca o apoio a Guarda Municipal, no Projeto Anjos da Guarda, onde, na oportunidade, ele realizou palestras para aproximadamente mil crianças, que entre outros assuntos, aprenderam sobre o ingresso dos jovens nas escolas militares do Exército Brasileiro  no período de abril a Junho e 2016. “Também realizamos palestras em Escolas Municipais, tratando sobre nossos símbolos Nacionais: A Bandeira, o Hino, o Brasão da Republica e o Selo Nacional, na oportunidade, cantávamos o Hino Nacional Brasileiro e o Hino a Bandeira”, acrescentou.

Na parte social, o subtenente sobressai a participação em diversos eventos públicos em Barra Mansa e municípios circunvizinhos, como Volta redonda, Rio Claro, Pinheiral, Resende, Barra do Pirai, assim como a apresentação da Guarda a Bandeira em solenidades publicas. “Além disso, na parte social tivemos a aproximação com a sociedade barra-mansense, onde foram estreitados os laços de amizade com autoridades municipais, empresários, comerciantes, Policia Militar, Bombeiros, Defesa Civil, o Jornalismo, autoridades eclesiásticas, moradores, amigos do tiro de guerra, entre outros”, comentou, dizendo que tudo isso contribuiu para que a Câmera de Vereadores de Barra Mansa, o concedesse o Diploma de Cidadão Barra-mansense, “honraria esta que levarei com muito carinho para com todos de Barra Mansa”, frisou.

CONVÊNIO

Para esclarecimento, o subtenente informou que existe um convênio para o funcionamento do TG, firmados entre a Prefeitura de Barra Mansa e o Exército Brasileiro, cabendo as partes o seguinte: Exército: Envio de dois instrutores (SubTen/Sgts); fornecimento de todo Fardamento, Mochilas, equipamentos individuais, o Armamento, acompanhamento da instrução e suporte técnico operacional, entre outros.

Prefeitura: Construção da área de funcionamento do Tiro de Guerra, com todo o mobiliário, móveis, computadores, cadeiras, etc (o ideal seria se fosse isolada) manutenção e conservação, aquisição dos imóveis dos instrutores, despesas administrativas. Ex: telefone, luz, água, internet.

HOMENAGEM

Quarta-feira, será realizado no Tiro de Guerra, às 10h30min, uma homenagem a agente Fabíola Pimentel, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Segundo o subtenente, o tributo será pelo apoio do SAMU nas instruções do Tiro de Guerra.