Sassaricando – Oscar Nora – 26 de maio 2018 – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeSassaricando - Oscar NoraSassaricando – Oscar Nora – 26 de maio 2018

Sassaricando – Oscar Nora – 26 de maio 2018

Sassaricando – Oscar Nora – 26 de maio 2018

CBF/Crédito: Lucas Figueiredo

Mario Jorge Lobo Zagallo, um dos últimos ícones do futebol brasileiro, entre aqueles que iniciaram a jornada do pentacampeonato mundial, esteve quinta-feira na Granja Comary. Merecidamente, foi recebido por todos com muito carinho, respeito e admiração. Especialmente pelo treinador Tite que procurou seus conselhos antes de assumir a seleção brasileira em 2016.
+
Zagallo, 86 anos, foi um jogador de futebol vencedor e um dos treinadores mais experientes do mundo. Na seleção brasileira, tornou-se tetracampeão mundial. Um feito inédito alcançado como jogador nas Copas de 1958 e 1962, como treinador na Copa de 1970 e coordenador em 1994. Além disso, foi coordenador e vice-campeão mundial, na Copa de 1998, na França.
+
No mundo do futebol ninguém possui história tão rica. No Brasil e no exterior, sua vida profissional inclui dezesseis clubes. Passou por todos os grandes times do Rio de Janeiro além de alguns pequenos. Começou no América e depois atuouno Bangu, Botafogo(onde foi companheiro de Garrincha, Didi e Nilton Santos), Flamengo, Fluminense, Portuguesa e Vasco da Gama.
+
Zagallo começou numa época em que os times usavam o mesmo formato tático. Era o 1-2-3-5, ou seja: goleiro, dois zagueiros na área, três jogadores no meio de campo e cinco no ataque. Os cinco avantes eram conhecidos como ponta direita, meia direita, centro avante, meia esquerda e ponta esquerda. Nessa concepção, Zagallo tinha a função de ponta esquerda.
+
Mas ele inovou. Forte e ágil, embora tivesse apenas um metro e sessenta e sete de altura, Zagallo se multiplicava em campo sendo o armador pela esquerda, o desafogo da defesa, o idealizador do contra-ataque, o ajudante na lateral. Por isso logo ganhou o apelido de formiguinha. Zagallo fazia por volta dos anos 50 e 60 do século passado, o que hoje fazem certos treinadores como se fosse a novidade que acabaram de inventar.
+


O Botafogo de Futebol e Regatas é o clube que mais identifica Zagallo. As superstições que ambos cultivam também têm a mesma intensidade.Tanto que o clube inaugurou um busto do “velho lobo”, na entrada do estádio, numa sexta-feira. No caso de Zagallo, ele adotou o número treze como símbolo da sua crendice.
+
Coincidência ou não, certas coisas mexem com a cabeça da gente. Afinal, Zagallo nasceu no dia 9 de agosto (dizem ser mês agourento) de 1931. Curiosamente, invertidos, os dois últimos algarismos da data de nascimento se tornam o número 13. Se não bastasse, quando Zagallo foi embora da Granja Comary, ao ser perguntado como se sentia em relação a Zagallo, Tite respondeu: – “ Grato a Zagallo”. Frase, aliás, que tem 13 letras.
Faltam 19 dias para a Copa do Mundo
ISLÂNDIA
A seleção da Islândia disputará sua primeira Copa do Mundo. Antes, só esteve mais perto de se classificar nas eliminatórias para a Copa de 2014 no Brasil, mas perdeu a vaga no play-off para a Croácia. A renovação do futebol na Islândia é tão lenta que ela possui um recorde: pela primeira vez na história do futebol, um pai, jogador de 35 anos e o filho, de 17, atuaram na mesma seleção, no mesmo dia.

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar