Professor do Instituto Politécnico do Porto visita UniFOA – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeEducaçãoProfessor do Instituto Politécnico do Porto visita UniFOA

Professor do Instituto Politécnico do Porto visita UniFOA

Opções de intercâmbio são ferramentas essenciais para a formação acadêmica - Foto: Divulgação

Professor do Instituto Politécnico do Porto visita UniFOA

Com o objetivo de promover um intercâmbio aos alunos, o UniFOA recebeu nesta semana a visita do professor Olímpio Castilho do Instituto Politécnico do Porto – Portugal. O mestre, que está no Brasil desde sexta-feira, conheceu as instalações do campus Olezio Galotti e o Núcleo de Internacionalização (Unex).

Recebido pelo vice-presidente da FOA, Eduardo Prado, e pelo pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Alden Neves, o professor Olímpio Castilho enxerga as opções de intercâmbio como ferramenta essencial para a formação acadêmica. “Vivemos em um mundo mais global, os alunos estão em todos os cantos, assim como o conhecimento. Precisamos sair dos muros que nos cercam e contribuir para essa mobilidade. Sempre procurei fomentar a relação Brasil/Portugal. Venho ao UniFOA com muita vontade de ajudar no processo de internacionalização”, destacou o português que chegou à instituição através do contato com Antônio de Almeida Neto, membro do Conselho Curador da FOA.

O pró-reitor Alden Neves avalia esse primeiro contato com otimismo e prevê uma nova e importante parceria. “O Instituto Politécnico do Porto já conta com 60 acordos de internacionalização firmados e grande expertise nessa área. O que será um facilitador para nós. Desejamos estreitar os laços e colher bons frutos em breve”, enfatizou.

O Unex, criado com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) para promover a cooperação científica, técnica e cultural com instituições estrangeiras, o Núcleo de Internacionalização o UniFOA é um facilitador para quem se interessar pelo intercâmbio.

Dentre os objetivos do Unex estão: promover o desenvolvimento e o aprimoramento acadêmico da instituição; apoiar a participação da comunidade acadêmica em programas e projetos oriundos de órgãos governamentais e de fomento externo; encaminhar alunos e outros eventuais interessados aos programas de intercâmbio eventualmente conveniados; e recepcionar alunos oriundos de outros países.

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar