Power Trio é a mais nova banda a despontar no cenário musical de Resende – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeVariedadesPower Trio é a mais nova banda a despontar no cenário musical de Resende

Power Trio é a mais nova banda a despontar no cenário musical de Resende

Power Trio é a mais nova banda a despontar no cenário musical de Resende

Formado por João Martins, no baixo; Eduardo Augusto, bateria e Paulo Marques, guitarra e vocal, começam sua jornada no meio artístico tocando muito Rock, Pop e até Jazz

Uma nova banda começa a despontar no cenário musical de Resende. O Power Trio formado por João Martins, no baixo; Eduardo Augusto, bateria e Paulo Marques, guitarra e vocal, começam sua jornada no meio artístico tocando muito rock, Pop e até Jazz.

Os três garotos com idades diferentes e estudando em escolas e séries diferentes, que se encontraram nas aulas de prática de conjunto na Atrium Escola de Música, em Resende, uniram o gosto pela música e resolveram formar o Power Trio que inicia apresentações pela cidade. Mas, a despeito de suas singularidades, possuem muito em comum: o interesse por vários instrumentos, a espontaneidade diante da plateia, o talento, o bom gosto e a simpatia, que são as características marcantes dos integrantes do Power Trio.

João Martins, 16 anos, começou a estudar música aos 12. Além do baixo, também toca ukulele e violão, e tem interesse por outros instrumentos, como violino e violoncelo. Ele tem a música presente em sua vida desde que nasceu, pois é filho da cantora Cláudia Martins, muito conhecida no meu musical da região. Ele define o seu estilo lembrando que é bastante eclético. “Gosto de todo tipo de música, mas gosto muito do rap americano, que é um estilo que me deixa muito entusiasmado, e também as músicas que têm o baixo bem marcado”, informou o músico, apontando como referência musical o baixista Dave 504, que toca o instrumento de um modo peculiar – fingerstyle – mais melódico. Embora não veja a música como sua atividade principal no futuro, João pretende seguir adiante com ela e considera-se uma pessoa de sorte por pertencer a uma família que o apóia.

Já Eduardo Augusto, 13 anos, nasceu em uma família de músicos onde o estilo dominante é a MPB.  Sua irmã, Sara Carvalho, é professora de piano e canto, mas ele, por influência do cunhado, desde muito novo, já se interessava por rock e heavy metal. Cresceu ouvindo AC/DC, Metallica e outras bandas de peso. Começou a estudar bateria aos nove anos e intensificou os estudos de um ano pra cá. A influência do rock lhe conferiu uma pegada poderosa no instrumento. Quando os outros integrantes da banda se queixam da sua pegada pesada, ele responde: “Eu sou assim mesmo, Agressivão”. Assim como os outros integrantes do Power Trio, Eduardo se interessa por outros instrumentos e vem se aventurando também no baixo e no violão.

O mais jovem do Power Trio, Paulo Marques, tem apenas 10 anos. Seus pais Paulo e Nívia Marques contam que é difícil dizer quando ele começou a se interessar por música. Com um ano de idade, já montava seu kit de percussão com tamborzinho, xilofone e baldes e aos cinco, começou a estudar bateria e violão. Mas, antes mesmo de começar a estudar formalmente, o menino já aprendera a tocar bateria assistindo a vídeos de rock e MPB, o que faz desse o seu principal instrumento. Na guitarra, que é seu instrumento no Power Trio, sua principal influência é Steve Vai. Paulo é um músico versátil e, além de guitarra, toca violão e bateria. Embora seu estilo predileto seja o rock, transita à vontade pelo pop, MPB, jazz e até chorinho. Desde muito cedo, quando lhe perguntam se será músico quando crescer, sua resposta é curta e direta: “Eu já sou músico”.

Dividindo seu tempo entre as atividades escolares, as aulas de música e os ensaios, João, Eduardo e Paulo seguem em frente com o Power Trio. Já se apresentaram duas vezes neste ano, no projeto Domingo no Parque, no Parque das Águas, no bairro Jardim Jalisco, em Resende e já têm convites para outros “shows de mãos”.

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar