PM prende homem suspeito de distribuir panfletos de facção criminosa no Vila Pinheiro, em Itatiaia – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomePolíciaPM prende homem suspeito de distribuir panfletos de facção criminosa no Vila Pinheiro, em Itatiaia

PM prende homem suspeito de distribuir panfletos de facção criminosa no Vila Pinheiro, em Itatiaia

Os folhetos que foram espalhados por residências, comércios e pelas ruas assustaram os moradores já que informavam que a segurança do bairro pertence ao C. V.-Redes Sociais

PM prende homem suspeito de distribuir panfletos de facção criminosa no Vila Pinheiro, em Itatiaia

ITATIAIA

Agentes do 37º Batalhão da Polícia Militar (BPM) prenderam, na noite de quarta-feira, Amaro Guedes Júnior, 41 anos, mais conhecido como Júnior Pezão. Ele é suspeito de ter feito a distribuição de panfletos atribuído à facção criminosa Comando Vermelho (C.V.) no Vila Esperança. Os folhetos que foram espalhados por residências, comércios e pelas ruas assustaram os moradores já que informavam que a segurança do bairro pertence ao C. V..

 

As equipes da Unidade de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo II) e do Setor “K” prenderam Júnior Pezão em sua casa localizada no próprio bairro onde teria espalhado os panfletos informando que a facção criminosa faz um comunicado, informando que a comunidade pertence aos moradores, porém a segurança seria de competência da facção criminosa. “Venho informar a todos moradores que a comunidade pertence a vocês, Porém somos nós quem fazemos a segurança do bairro para que não haja estupros e roubos às residências de nossos moradores. NÓS FAZEMOS A SEGURANÇA DO BAIRRO!”, informa o prospecto que está escrito em letras grandes em alguns trechos.

“Recebemos a informação de que Júnior Pezão havia espalhado, no início da madrugada de quarta-feira, panfletos com mensagem da facção Comando Vermelho, no bairro Vila Pinheiro. Seguimos até a casa do suspeito e o indagamos sobre os folhetos. Ele acabou assumindo ter jogado os panfletos na rua dizendo que fez a distribuição para sanar uma dívida de droga que teria com pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes em Itatiaia. Essas pessoas teriam lhe fornecido o material para a panfletagem e ainda dois pinos de cocaína. Eles teriam contado para Júnior Pezão que o objetivo dos folhetos era de fazer graça e amedrontar a população local”, contaram os militares que na hora da prisão não encontraram nenhum panfleto com o suspeito.

Amaro foi conduzido até a 99ª Delegacia Legal de Polícia Civil. Em depoimento ele confirmou que distribuiu os panfletos para saldar dívidas com o tráfico de drogas, mas que desconhece os traficantes. “O suspeito disse que fez a panfletagem passa saldar uma dívida de R$150,00 com a boca de fumo e que não conhece o homem que ordenou ele distribuir os papéis na rua”, disse um agente da civil.

O delegado titular Vicente Maximiliano autuou Júnior Pezão por associação ao tráfico de drogas. Por não ter sido preso em flagrante e por não ter sido encontrado nenhum panfleto com o suspeito, Amaro prestou depoimento e vai responder inquérito criminal em liberdade. No entanto, caso condenado, a pena para crime de associação ao tráfico de drogas varia de três a 10 anos de detenção.

Classifique essa Notícia
Comentários
  • A vagabundagem tá que tá se achando.
    Tem que ser eliminado ainda no ninho !

    17/05/2018

Comentar