Moradores de Volta Redonda reclamam que troca de hidrômetros está gerando alto consumo – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCidadesMoradores de Volta Redonda reclamam que troca de hidrômetros está gerando alto consumo

Moradores de Volta Redonda reclamam que troca de hidrômetros está gerando alto consumo

Depois da troca de hidrômetro o valor da conta de água aumentou - Reprodução

Moradores de Volta Redonda reclamam que troca de hidrômetros está gerando alto consumo

A troca dos hidrômetros nas residências de Volta Redonda tem gerado reclamação e tirado o sono de muita gente. É que, de acordo com várias pessoas, com o novo aparelho o valor da conta de água aumentou, chegando até triplicar. Além disso, segundo os reclamantes, o consumo também está marcando a mais. Portanto, quem ainda não recebeu a conta depois da troca do hidrômetro está preocupado.

A aposentada Elionora Alves dos Santos é uma delas. Moradora no bairro Aterrado, ela contou que a filha dela, que mora no bairro Ponte Alta recebeu este mês a primeira conta depois da troca do aparelho. “Quando vi a conta de água da minha filha depois da troca quase enfartei. Estou imaginado quando chegar a minha vez. Nem quero ver. È um absurdo o que esse prefeito está fazendo com a população em um momento de incerteza pelo qual passa o país”, reclamou, lembrando que até o mês passado a filha pagava R$ 110 de conta de água, mas com a mudança do aparelho, o valor subiu para R$349.

Moradora do bairro 249, Carla Nunes, é outra que foi prejudicada com a troca do hidrômetro. Ela contou que antes pagava R$ 141,87 de conta de água, mas agora com o novo hidrômetro o valor subiu para R$ 371,97. Disse ainda que, mesmo sem mudar os hábitos em casa, até a quantidade de água que ela gasta mudou. “Antes eu gastava 23 metros cúbicos de água. Hoje, com o aparelho novo, sem mudar nada, veio na conta que gastei 42 metros cúbicos. Não tem explicação para isso. Não sou a única a reclamar. Como eu tem várias outras pessoas e vai aumentar muito mais, pois a troca de hidrômetros está apenas começando. Não podemos deixar  passar”, destacou a moradora, lembrando que acionou a Justiça a exemplo de outras pessoas.

AÇÃO CONJUNTA NA JUSTIÇA

Carla lembrou que já existe um grupo de pessoas interessado em entrar com uma ação conjunta na Justiça, pois classifica esse aumento um absurdo. Disse que quando reclama a explicação do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) é de que os hidrômetros estavam velhos e agora que a medição está correta. Uma explicação sem lógica. Não podemos aceitar isso, já que o Saae já havia anunciado o aumento na conta de 5.9%. Agora, mais essa do hidrômetro”, declarou a moradora.

Um morador do bairro Vila Mury, que preferiu não se identificar, contou que depois da substituição do hidrômetro ele percebeu que o ponteiro do hidrômetro não para de girar, mesmo quando não há consumo de água na residência. “Dá impressão que está acontecendo vazamento, pois o ponteiro não deixa de rodar. Isso explica o valor alto nas contas e o aumento no consumo de água”, declarou, lembrando que a conta nova chegou para ser paga até o dia 12 no valor de R$465, mas já está com medo da próxima. Antes, ele pagava de R$ 90 a R$100 “Tudo pode acontecer”, completou. Lembrou ainda que, a vizinha também já percebeu aumento na conta. A mulher contou que, o hidrômetro dela foi trocado no final de abril e agora veio a primeira conta.

Outra queixa da moradora é que quando ficou sabendo da troca do aparelho, foi informada que a substituição não seria cobrada, ficando por conta do Saae-VR. Porém, quando a conta chegou, neste mês, ela disse ter recebido uma cobrança de R$ 285, quase o dobro do que ela pagava antes.  “Já reclamei no Saae sobre o aumento do valor da conta, mas a resposta que recebi não me convenceu, que o antigo era velho demais e não fazia a medição correta e agora que está certo”, criticou. Como as pessoas citadas, várias outras procuraram a equipe de reportagem do A VOZ DA CIDADE para fazer a mesma reclamação. Elas disseram que pretendem fazer uma convocação para uma manifestação, em breve, em frente à sede do Saae-VR, no bairro Aterrado, e para propôr uma ação conjunta na Justiça contra o órgão.

SAAE GARANTE QUE SUBSTITUIÇÃO NÃO É COBRADA

Em resposta ao A VOZ DA CIDADE, a direção do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda garantiu que a substituição do hidrômetro não é cobrada. Informou ainda que, 80% dos hidrômetros tinham mais de 5 anos de uso, o que gerava uma cobrança incorreta, e que a substituição está sendo feita por bairros e o morador recebe um panfleto informando a troca do hidrômetro com um mês de antecedência. “Após a troca, o morador recebe panfletos explicativos sobre como identificar vazamentos internos.

Qualquer dúvida com relação a conta pode ser revista pelo atendimento do Saae VR”.

Vale lembrar que, a prefeitura anunciou a troca de hidrômetros no inicio deste mês. Segundo o Saae-VR, a cidade tem 68% de hidrômetros com mais de cinco anos de uso e cerca de 5 mil hidrômetros parados. Informou que o equipamento ultrapassado compromete a medição do consumo e visando garantir a correta e justa medição, foi iniciada a troca desses equipamentos. Garantiu, na ocasião, que a manutenção não iria gerar custo para o usuário e que Volta Redonda possui um total de 90 mil hidrômetros.

 

Classifique essa Notícia
Comentários
  • Igualzinho aconteceu em Barra Mansa. Parece até que os governantes estão usando a mesma cartilha. Em BM não adiantou reclamar. Tomara que VR tenha mais sorte.
    Lamentável.

    16/05/2018

Comentar