Integrantes da Orquestra de Cordas de Volta Redonda ensaiam com solistas internacionais – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCulturaIntegrantes da Orquestra de Cordas de Volta Redonda ensaiam com solistas internacionais

Integrantes da Orquestra de Cordas de Volta Redonda ensaiam com solistas internacionais

Eles vão se apresentar hoje, no Cine 9 de Abril, às 19h30min - Foto: Divulgação

Integrantes da Orquestra de Cordas de Volta Redonda ensaiam com solistas internacionais

O último ensaio dos integrantes da Orquestra de Cordas, projeto Cidade da Música, com os solistas internacionais aconteceu ontem. Eles vão se apresentar hoje, no Cine 9 de Abril, às 19h30min, com entrada franca. O concerto faz parte do 24º Rio International Cello Encounter, realizado durante a semana em Volta Redonda e segue para o Rio de Janeiro. A Orquestra de Cordas de Volta Redonda fará uma apresentação no dia 12 de agosto, domingo, na Igreja da Candelária.

“Nós já estamos trabalhando a semana inteira com os solistas que deram aulas aos nossos alunos. Esse é o legado que queremos deixar para eles, o contato com esses artistas internacionais. No concerto vamos comemorar os 340 anos de Vivaldi com um clássico ‘As 4 Estações- Inverno’”, enfatizou a maestrina Sarah Higino, ao falar sobre a expectativa da apresentação.

Na apresentação de hoje grandes nomes da música estarão presentes, como  o violoncelista e idealizador do festival David Chew; o violinista Haroutune Bedelian; a pianista Lorna Griffitt; a soprano brasileira-cubana, Angélica de la Riva; o violoncelista, Marnix Mohring; o violinista, David Johnson; compositor e violinista, David Ashbridge; e o saxofonista e compositor, Blas Rivera.

David Chew é músico e idealizador do festival. Para ele as crianças são as grandes estrelas. David já fala das expectativas para o 25º Rio Intenational Cello Encounter que acontece em 2019. “A participação do projeto é muito importante. Eles são as verdadeiras estrelas desse festival, eles são o futuro da música. O mundo precisa conhecer esse projeto, ele da oportunidade e mostra os valores com a disciplina que mudam a vida. Espero ano que vem na comemoração de 25 anos de Rice levar o projeto a Inglaterra, a música é muito valiosa na vida das pessoas”, contou.

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar