Exames e consultas oftalmológicas tem atendimento ampliado em Resende – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCidadesExames e consultas oftalmológicas tem atendimento ampliado em Resende

Exames e consultas oftalmológicas tem atendimento ampliado em Resende

O atendimento oftalmológico é realizado também pelo prefeito Diogo Balieiro - Foto: Divulgação

Exames e consultas oftalmológicas tem atendimento ampliado em Resende

RESENDE

O atendimento aos pacientes com problemas nos olhos foi intensificado neste mês de abril, em Resende e a fila para consultas e exames tem a projeção de ser zerada, acabando com a espera de aproximadamente três meses na rede municipal. A meta do governo é agilizar os procedimentos e além de oferecer consultas e exames especializados fazer da iniciativa um mutirão oftalmológico. A partir do atendimento na rede o paciente poderá ser encaminhado para cirurgia na vista.

Para o secretário de Saúde, Alexandre Vieira, a iniciativa possibilitará melhor controle dos atendimentos futuros. “A demanda por atendimento na área de oftalmologia sempre muito grande na Rede Municipal de Saúde. Por isso decidimos desenvolver esta ação para zerar a fila de espera. Desta forma, poderemos não só atender às pessoas que aguardam pelos serviços de uma forma mais ágil, como também sistematizar os atendimentos futuros”, afirma Vieira, frisando que para atender à demanda reprimida serão realizadas 480 consultas extras por mês, até o fim de junho.

Serão prestados 1.440 atendimentos, entre consultas clínicas e exames oftalmológicos, quando houver necessidade. Os pacientes que aguardam pelos serviços serão informados pela Secretaria de Saúde sobre a data, o horário e o local do atendimento.

Os serviços oftalmológicos terão também o engajamento do prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz (Democratas). Médico oftalmologista, servidor do quadro da Prefeitura de Resende, o prefeito é voluntário nos mutirões com atendimento em horário alternativo ao expediente no gabinete. Ele lembra que o governo municipal realiza outras ações na área da oftalmologia, como o projeto Novo Olhar, em parceria com a Fundação Leão XIII. “Estamos trabalhando para agilizar o atendimento na área da saúde, atendendo a demanda reprimida que encontramos nas mais diversas áreas, entre elas, a de oftalmologia. Com esta ação, aliada às três edições do Projeto Novo Olhar que realizamos no município, vamos conseguir colocar o atendimento em dia”, disse Diogo Balieiro.

CATARATA

A doença mais comum que afeta os olhos e necessita de indicação para a cirurgia é a catarata. A doença provoca a opacidade do cristalino, o paciente relata uma visão embaçada, o que piora à noite e reduz a segurança para atividades da rotina diária como dirigir, ler e até assistir a TV. Nestes casos, em que a visão interfere nas atividades normais, ocorre a indicação de cirurgia de catarata. O procedimento é seguro e eficaz, demandando disciplina do paciente após o procedimento.

As causas são variáveis, mas geralmente afetam idosos e tem como principais fatores de risco a idade, diabetes, alcoolismo, exposição excessiva à luz solar, exposição à radiação ionizante (raios-x e radioterapia para câncer), histórico familiar de catarata, pressão arterial elevada, tabagismo, obesidade, lesão ocular, cirurgia ocular anterior e até o uso prolongado de medicamentos corticosteroides (como por exemplo, os cremes e loções contra alergia; comprimidos contra bronquite, artrite; sprays contra asma, rinite alérgica e outras alergias respiratórias).

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar