Estádio do Trabalhador em Resende é liberado para quatro mil torcedores – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeEsportesEstádio do Trabalhador em Resende é liberado para quatro mil torcedores

Estádio do Trabalhador em Resende é liberado para quatro mil torcedores

Jorge Menezes obteve todas as licenças para o Estádio do Trabalhador - Idelfonso Pinheiro

Estádio do Trabalhador em Resende é liberado para quatro mil torcedores

Com a proposta de receber jogos oficiais e também sediar eventos de esporte e lazer, o governo municipal obteve junto ao Corpo de Bombeiros a liberação do Estádio do Trabalhador, situado no Jardim Jalisco, para receber o total de 4.167 torcedores. O estádio é utilizado pelo Resende Futebol Clube e tem todos os laudos oficiais exigidos pelas entidades de segurança válido até dezembro.

Segundo a Secretaria de Esportes e Lazer (Semel), todas as obras exigidas pelos Bombeiros foram realizadas, adequações que estavam pendentes desde 2016. “Tivemos uma gestão eficiente coordenando as ações no estádio, esforço do prefeito Diogo Balieiro e também do gestor Alberto Macedo, do Resende Futebol Clube. Todos nós compreendemos a importância do Estádio do Trabalhador não só para o clube, mas também no setor de esporte e lazer do município. Havia pendências exigidas pelos Bombeiros para emissão do Laudo de Prevenção e Combate a Incêndio (LPCI) e liberação do estádio para sua capacidade total de 4.167 lugares. Tomamos a relação das ações e, junto com a diretoria do Resende FC, todas as intervenções necessárias foram realizadas. Temos toda documentação apta até outubro, o que viabiliza todos os jogos do Resende e também receber outras partidas, caso haja interesse das equipes envolvidas”, argumenta o secretário de Esporte e Lazer, Jorge Alberto Moisés de Menezes.

A Semel destaca que foi providenciado a pedido dos Bombeiros a instalação de guarda-corpo e corrimão na arquibancada; melhorias nos acessos do estádio; presença de pessoal  de Brigada de Incêndio da Defesa Civil de Resende; redimensionamento de extintores de incêndio instalados no Estádio; troca de bombas hidráulicas e mangueiras para incêndio,e luzes de emergência no Estádio e banheiro adaptado para pessoas com deficiência.

O Estádio do Trabalhador recebeu adequações como o corrimão na arquibancada – Carina Rocha-PMR

Pelo levantamento da Semel, devido à falta de documentação oficial, em 2017, o Resende FC disputou apenas dois jogos no Estádio do Trabalhador como mandante, de um total de sete possíveis no universo de 15 jogos realizados entre o Campeonato Carioca e a Copa Rio. “Faltava o Laudo de Prevenção Contra Incêndios, assumimos o governo em janeiro de 2017 com o estádio interditado ao público em geral.  O prefeito reuniu a equipe técnica e exigiu a apresentação de um novo projeto de regularização do estádio, devido à inadequação dos documentos apresentados na gestão passada. Buscamos informações na Diretoria Geral de Serviço Técnico, do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro para cumprir as exigências e liberar o Estádio do Trabalhador”, conta Jorge Alberto. De acordo com a Prefeitura, era preciso um projeto contra incêndio exclusivo do estádio. “Nós fizemos o projeto específico do Estádio, o desmembramento dele perante outros projetos onde aparecia no contexto integrado à sede administrativa da Prefeitura de Resende. É uma exigência dos Bombeiros. Assim, obtivemos a liberação do LPCI e, agora, Resende conta com o privilégio de ter o estádio com licenças mais atualizadas perante Maracanã ou até o Engenhão (Estádio Nilton Santos), segundo dados da Federação de Futebol do Rio de Janeiro”, frisa o secretário ressaltando que apesar da autorização para receber 4.167 torcedores, por orientação da Polícia Militar, o estádio teve aval para o limite de 1 mil torcedores. “Levarei toda a documentação ao conhecimento do Comando da PM para quem sabe, a partir do jogo deste sábado, dia 13, já possamos receber a capacidade de 4.167 torcedores. A expectativa é pelo sucesso do Resende FC no Carioca e outras competições, atraindo mais torcedores”, ressalta.

Outra ação prevista no Estádio do Trabalhador é a instalação de torres de iluminação para jogos noturnos. “Existe até o interesse de uma emissora de TV a cabo em transmitir os jogos noturnos da cabine do estádio. Estamos analisando projetos para tentar viabilizar junto com a diretoria do Resende FC a instalação de torres de iluminação. Tenho certeza que não só o Resende FC como outros clubes poderão jogar no Estádio do Trabalhador”, finaliza Jorge Menezes.

Resende cumpre tabela contra o Macaé

O Resende FC recebe o Macaé, neste sábado, dia 13, às 16 horas, no Estádio do Trabalhador. O Gigante do Vale perdeu na rodada passada por 2 a 1 para o Goytacaz e não tem chances de seguir no Carioca 2018. O time disputará o Grupo X com as outras três equipes da seletiva que não avançarem para a Segunda Fase (Taça Guanabara). Nesse grupo, as duas equipes menos pontuadas estarão rebaixadas para a Serie B.

Já o Macaé vive momento oposto. É o vice-líder da seletiva e pode garantir vaga na fase seguinte até com um empate fora de casa. Somente os dois melhores pontuados da seletiva avançam.

A classificação tem a Cabofriense na liderança com 10 pontos, seguida do Macaé (7), Goytacaz (7), Bonsucesso (6), Resende (3) e America (1). A rodada final, sábado, terá além de Resende x Macaé, os jogos America x Cabofriense (Giulite Coutinho) e Bonsucesso x Goytacaz (Elcyr Resende).

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar