Comitê contra a Dengue de Resende amplia a orientação aos moradores – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCidadesComitê contra a Dengue de Resende amplia a orientação aos moradores

Comitê contra a Dengue de Resende amplia a orientação aos moradores

As visitas domiciliares são realizadas pelas equipes do CCZ - Foto: Divulgação

Comitê contra a Dengue de Resende amplia a orientação aos moradores

RESENDE

O Comitê Municipal de Combate à Dengue de Resende pretende criar estratégias para a prevenção e combate dos casos da doença no próximo verão. São 11 órgãos da administração municipal integrados, além do Conselho Municipal de Saúde, Academia Militar das Agulhas Negras e a Cruz Vermelha. Superar a dengue é o grande desafio dos municípios conscientizando moradores sobre os cuidados em seus imóveis evitando deixar água parada, gerando criadouros do mosquito transmissor da doença.

Nesta semana o Comitê realizou uma reunião, no Espaço Z, no Centro. Em pauta as ações coletivas, como a criação de campanhas educacionais na rede municipal de ensino. O trabalho de professores em sala de aula amplia o entendimento dos alunos sobre as formas de prevenção da dengue, ensinamentos que muitos deles passam a adotar em casa e por consequência influenciam o comportamento dos demais familiares.

Outra ação proposta pelo governo é a realização de oficinas para capacitação dos artesãos locais, para que utilizem materiais recicláveis. A intenção é que quando forem descartar seus objetos de arte, estes sendo feitos de produto reciclável, não se transformem em criadouros abandonados no meio ambiente.

A aproximação com a população também pode envolver as associações de moradores. Nos bairros, o Comitê de Combate a Dengue pretende reunir os líderes comunitários e desenvolver serviço de orientação contra a dengue, sendo multiplicares das ações em suas comunidades. Por sua vez, o Comitê também entende que deve ampliar sua participação nos eventos institucionais do governo. A proposta é de reforçar em cada evento as medidas preventivas contra a dengue.

O secretário de Saúde de Resende, Alexandre Vieira, comentou que é preciso mobilizar toda a população contra a doença. “Temos um plano que prevê ações de rotinas nas comunidades, com bloqueios e eliminação de criadouros, orientação da população sobre os sintomas da doença, visita aos sábados nas casas que estavam fechadas durante a semana, além dos mutirões de limpeza e conscientização, que devem acontecer nas regiões mais populosas e com maior acúmulo de material inservível. Precisamos mobilizar 100% da população, caso contrário não vamos conseguir vencer o mosquito”, disse.

Segundo dados do Centro de Controle de Zoonozes, as equipes de vistoria domiciliar irão percorrer, a partir de segunda-feira, dia 16, os bairros Cabral, Baixada da Olaria, Boa Vista I e II, Parque Embaixador e Fazenda da Barra II, Itapuca, Centro, Morada da Barra, Jardim Alegria, Alambari e São Caetano. Sobre os casos de dengue em Resende, no mês de março foram registrados 20 focos de dengue. Em fevereiro 27 e em janeiro, 19. O total de amostras positivas do aedes Aegypti, larva do mosquito transmissor da doença, em março foram registradas 1.616, em fevereiro 1.231 e em janeiro 1.732. As visitas diretas em março foram 255, maior número registrado em 2018. No total do primeiro trimestre o CCZ realizou 539 visitas em busca de criadouros do mosquito.

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar