Chuva não atrapalha o tradicional Bloco das Piranhas em Resende – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCidadesChuva não atrapalha o tradicional Bloco das Piranhas em Resende

Chuva não atrapalha o tradicional Bloco das Piranhas em Resende

Nem a chuva que caiu desanimou os foliões que compareceram em massa no Bloco das Piranhas - Cyntia Freitas

Chuva não atrapalha o tradicional Bloco das Piranhas em Resende

RESENDE

Nem a chuva que começou a cair no meio da tarde desta segunda-feira atrapalhou o desfile do tradicional Bloco das Pinhas – onde homens se vestem de mulher e vice-versa. Irreverência, Alegria e criatividade marcaram o desfile do tradicional bloco, que fez a concentração no shopping São Carlos, na antiga Cerâmica, no bairro Manejo e seguiu em direção ao Parque das Águas, no bairro Jardim Jalisco. Lá, os foliões curtiram o som dos DJs Batata e Talles, além do show das bandas Êxtase e Nosso Lema. Para dar mais segurança foliões eram revistados para acessar a Avenida Rita Ferreira da Rocha, a Beira Rio.

Foliões se divertiram no Bloco das Piranhas nesta segunda-feira – Cyntia Freitas

Após se concentrarem no bairro Manejo, as moçoilas seguiram até Parque das Águas, onde o trio elétrico esperava os foliões com as famosas músicas do Pop, sertanejo universitário e até axé. Para refrescar as “Piranhas” do calor, a Prefeitura, providenciou um caminhão-pipa para jogar água nos foliões.

Água de um caminhão-pipa refrescou os foliões do calor intenso – Cyntia Freitas

Considerado o maior e o mais irreverente Bloco da cidade, os “meninos” e “meninas” capricharam nas vestimentas femininas, com muito brilho e carregam na maquiagem para arrastar milhares de pessoas pelas ruas da cidade todos os anos. E não faltou criatividade para os foliões que se vestiram de Pablo Vittar, Mulher Maravilha, Minnie, unicórnio ou apenas um adereço para tentar compor uma fantasia.

Pablo Vittar se materializou na pele de Iago Lima, 19 anos, que veio do Amazonas, curtir o carnaval resendense – Cyntia Freitas

Pablo Vittar se materializou na pele de Iago Lima, 19 anos, que veio do Amazonas, curtir o carnaval resendense. “Este é o meu primeiro carnaval que passo aqui em Resende. Vim para cá para ficar com meu namorado e quando fiquei sabendo que haveria o Bloco das Piranhas, resolvi me montar”, conta Iago que confeccionou a própria fantasia. “Fui a um brechó comprei um vestido preto básico, uma peruca loira e uma sandália de salto. Aproveitei um cachecol e umas pedras de cristais e bordei o vestido para ficar mais chique. Maquiei-me e agora estou aqui toda poderosa como o Pablo Vittar”, disse Lima.

Os amigos Rayla Fox e Gabriel Henrique aproveitaram para se soltarem na folia. Rayla veio vestida de “Piranha Comportada” com lentes de contato azuis que chamava a atenção das pessoas. Enquanto que Gabriel colocou uns adereços para compor a vestimenta.

Já o autônomo Luciano Lempar, 50 anos, que sai no bloco há 40 anos, este ano veio vestido de Mulher Maravilha. Engana-se quem pensa que ele comprou a fantasia. Luciano que fez toda a produção. “Como todos os anos eu sempre monto minha fantasia. Este ano fiz o corpete, as botas, a tiara e o escudo usando papelão e pintando com tinta. Arrumei uma peruca ruiva. O calção é de cetim e o resto dos adereços fui colocando com o que achei em casa e estou aqui brincando mais um carnaval. E olha que este ano o carnaval de Resende está arrebentando”, explica Luciano.

Luciano Lempar, 50 anos, que sai no bloco há 40 anos, este ano veio vestido de Mulher Maravilha – Cyntia Freitas


%

Classifique essa Notícia
Comentários
  • O pais Ja saiu da crise ?

    12/02/2018