Assistência Social de Barra Mansa realiza capacitação para atendimento ao público LGBT – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCidadesAssistência Social de Barra Mansa realiza capacitação para atendimento ao público LGBT

Assistência Social de Barra Mansa realiza capacitação para atendimento ao público LGBT

Assistência Social de Barra Mansa realiza capacitação para atendimento ao público LGBT

BARRA MANSA

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos realiza nesta quinta-feira, dia 17, de 9 às 12 horas, uma capacitação voltada para os profissionais da rede de atendimento socioassistencial, na perspectiva de fomentar o atendimento aprimorado a pessoas LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). O encontro será na Casa dos Conselhos, que fica na Rua Jorge Lóssio, 202, Centro, e integra as atividades pelo Dia Internacional de Combate à Homofobia.

Segundo o coordenador de Assistência Social, Alexandre Martins Monteiro, durante a reunião a ideia é ampliar o conhecimento dos profissionais mantendo o foco na integralidade do cuidado e do respeito. “De forma geral, a Assistência Social tem seu trabalho desenvolvido no atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade e aquelas que têm seus direitos violados. A população LGBT, em sua maioria, vive esta dualidade. A situação se torna mais complexa quando o preconceito impede que essas mesmas pessoas procurem pelos serviços disponibilizados na rede pública, seja na Saúde, Educação, Assistência Social e outros setores”, explicou Alexandre.

O coordenador destacou a necessidade de escutar as demandas das pessoas LGBT por quem vivencia o seu cotidiano. “Por isto, convidamos o coordenador da ONG RNP+ do Médio Paraíba, Jaime Marcelo Pereira, para participar do encontro, que abordará entre outros temas a vulnerabilidade, o preconceito e a convivência familiar”, disse.

ALTERAÇÃO DO REGISTRO CIVIL

A alteração da registro civil é outro assunto que será esclarecido durante a capacitação, já que em março deste ano, o Supremo Tribunal Federal reconheceu o direito de transexuais e transgêneros de alterar o nome social e o gênero em sua documentação, mesmo que não tenham sido submetidos a cirurgia de mudança de sexo ou tratamento hormonal. “Para fazer a mudança, a pessoa precisa apenas ir ao cartório e declarar seu novo nome. Ou seja, não será preciso entrar na Justiça para pedir a alteração. A regra vale para transexuais de todo o Brasil”, esclareceu Alexandre, ressaltando que a medida é mais um passo na caminhada pela ativação do princípio da igualdade no sentido do não preconceito.

Alexandre enfatizou que no sentido biológico os seres humanos têm dois sexos: o masculino e o feminino. “Quanto à sexualidade existem sete bilhões, pois cada ser humano tem a sua forma especifica de lidar com a sua vivencia sexual”.

Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar