Três grandes ícones da música clássica reunidos em concerto da OSBM – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeVariedadesTrês grandes ícones da música clássica reunidos em concerto da OSBM

Três grandes ícones da música clássica reunidos em concerto da OSBM

Três grandes ícones da música clássica reunidos em concerto da OSBM

A Igreja Matriz de São Sebastião recebe nesta noite uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa (OSBM). O público será presenteado com obras de três relevantes ícones da música clássica: Gioachino Rossini, Heitor Villa-Lobos e Ludwing Van Beethoven.

A apresentação acontece às 20 horas, sob a regência do maestro Daniel Guedes e é aberta ao público. No programa estão o Barbeiro de Sevilha, Bachianas Brasileiras Nº7 e Sinfonia Nº5.

A ópera cômica O Barbeiro de Sevilha abre o espetáculo. Criada em 1816, é uma das favoritas do grande público. Por meio da música, o compositor italiano Gioachino Rossini conta a história de um fígaro, um barbeiro que faz de tudo, arranja casamentos, ouve confissões e ainda espalha boatos pela cidade,  um verdadeiro prodígio de imaginação.

Ainda nesta noite a OSBM exibe as Bachianas Brasileiras Nº7, de Heitor Villa-Lobos. Escritas em 1922, às nove composições fundiu material folclórico brasileiro, em especial a música caipira, às formas pré-clássicas no estilo de Bach, intencionando construir uma versão brasileira dos Concertos de Brandemburgo.

Finalizando, será apresentada a obra do compositor alemão Ludwing Van Beethoven – a Sinfonia Nº5, também denominada Sinfonia do Destino. Escrita entre 1804 e 1808, é uma das composições mais populares e mais conhecidas em todo repertório da Música Erudita Europeia, além de ser uma das sinfonias mais executadas nos tempos atuais.

DANIEL GUEDES

O regente é reconhecido pela crítica especializada com um dos mais expressivos artistas de sua geração. Daniel Guedes estudou em Londres, com Detlef Hahn, na Guildhall School of Music, e em Nova York, com Pinchas Zukerman e Patinka Kopek, na Manhattan School. Apresenta-se como solista junto às principais orquestras brasileiras e também nos EUA, Canadá, Inglaterra e Noruega, tendo atuado sob a regência de Pinchas Zukerman, Isaac Karabtchevsky, Irwin Hoffman, Roberto Tibiriçá e Roberto Minczuk, entre outros. Guedes é professor do Conservatório Brasileiro de Música, do Instituto Baccarelli e leciona também nos festivais de Campos do Jordão e Santa Catarina. Como regente, atuou frente à Orquestra do Conservatório Brasileiro de Música, da Universidade de Brasília, Sinfônica da Bahia, de Campinas e OSUSP. O solista O concerto contará com a participação especial do violoncelista carioca Fábio Presgrave. Doutor em Música, pela Unicamp, o músico é, atualmente, professor efetivo na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal, já tendo lecionado ainda nas universidades Nacional de Brasília e Estadual Paulista e no Instituto Baccarelli. Recebeu os títulos de bacharel e mestre em Performance pela renomada Juilliard School of Music, em Nova Iorque e, ainda nos Estados Unidos, recebeu os prêmios Eleanor Slatkin e Felix Salmond. Apresentou-se como solista junto a orquestras como Qatar Philarmonic, Orquestra Sinfônica Brasileira, Camerata Fukuda, Orquestra Sinfônica da Bahia, Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, dentre outras. Atuou como regente de orquestras como Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra de São Braz (MG).

PROGRAMAÇÃO

Gioachino Rossini – O Barbeiro de Sevilha

Heitor Villa-Lobos – Bachianas Brasileiras Nº7

– Prelúdio (Ponteio) – Adagio

– Giga (Quadrilha Caipira) – Allegretto Scherzando

– Toccata (desafio) – Andatino Quase Allegretto

– Fuga (Conversa) – Andante

Ludwing Van Beethoven – Sinfonia Nº5 em dó menor

Allegro con Brio

Andante con Moto – Più Mosso – Tempo

Scherzo Allegro – Trio – Scherzo

Allegro – Presto

 

 

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar