Política 17/07/2017 10:30:21 - Atualizado em 17/07/2017 10:30

Noel de Carvalho se coloca como pré-candidato a deputado estadual

Atualmente no PSDB, Noel conta que tem recebido convite de diversos representantes de partidos

ELEIÇÕES 2018

0 comentários

Envie o seu comentário

* Nome:
* E-mail:
Telefone:
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais e aceito seus termos de forma integral. 
 
Fotografada por Fábio Guimas
Em visita ao A VOZ DA CIDADE, em Barra Mansa, Noel estava acompanhado de seu filho, Silvio de Carvalho, que já foi prefeito de Resende - Foto: Fábio Guimas

RESENDE

Noel de Carvalho é pré-candidato a deputado estadual nas eleições de 2018. Atualmente está no PSDB, mas sendo procurado por representantes de muitos partidos. A mudança de legenda não está descartada. Noel já foi prefeito por dois mandatos, deputado federal constituinte, deputado estadual por três vezes, secretário Estadual de Habitação, de Educação e de Agricultura, além de Assuntos Especiais do Rio de Janeiro. Questionado pelo A VOZ DA CIDADE, onde esteve em Barra Mansa para dar entrevista, sobre o motivo de sua decisão, até por conta dos escândalos de corrupção no país e a falta de crédito da população nos políticos, Noel disse que é movido pelo sofrimento das pessoas e não pode ficar parado nesse momento. Para ele, quando se tem uma história baseada no amor ao próximo, fica difícil não se colocar à disposição.

“Nunca tive projeto pessoal. É de minha natureza estar sempre preocupado com o próximo. O amor ao próximo é uma coisa que pesa demais em mim. Tenho esse defeito de fabricação”, brincou.  Ele contou que uma das coisas que o impediram de crescer na política foi sua própria presença que atrapalhava os “esquemas”. Noel retomou na memória quando foi secretário Estadual de Habitação de Sérgio Cabral, agora preso por desvios de dinheiro. Lembrou que foi chamado ao cargo por conta da sua conquista como prefeito de Resende de ter construído 12 mil casas, na época o maior projeto habitacional da América Latina.

“Realizei o primeiro projeto do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Brasil, aprovando R$ 150 milhões para projetos que seriam desenvolvidos pela própria secretaria”, contou. Noel lembrou que nessa época apareceu o então deputado federal Eduardo Cunha, também preso atualmente, que o pressionou para não utilizar os servidores da secretaria para as obras, mas sim empresas terceirizadas. “Cabral me ligou pedindo para ir ao palácio e lá me falou que não estava aguentando a pressão. Peguei um papel e escrevi uma carta com meu desligamento. Ele não aceitou e disse que a pressão não ia passar. Depois de dez dias me pediu para almoçar com ele e foi quando me disse: não resisti a pressão, infelizmente terá que largar o cargo”, lembrou.  

Noel de Carvalho disse que essas coisas não fazem parte de sua índole. “Já tive fuzil na minha testa e resisti a pressão, pistola no meu ouvido e resisti a pressão, metralhadora no peito e resisti. A única que não resisto é o interesse do meu povo, fora isso não tenho medo de nada”, afirmou.

CHAMADO PARA RESOLVER

Apesar do incidente, Noel disse que fez o que podia na Secretaria de Habitação, tanto que a Caixa Econômica Federal pediu o projeto desenvolvido do PAC para implantar no país. E os funcionários que fizeram o cederam.

Como secretário de Educação, na época do governador Brizola, Noel de Carvalho entrou também para ‘apagar fogo’. Foi chamado quando o estado passava por uma grande crise na área e foi o secretário que mais construiu escolas. Como prefeito de Resende criou o reforço escolar tendo em vista que a repetência na cidade era mais de 50% e a evasão escolar 70%. Com a medida, caiu para quase zero a repetência e a evasão foi zerada. “A Unicef escreveu um livro dando nota dez para a educação de Resende”, lembrou.

No governo de Anthony Garotinho foi chamado para ser secretário de Agricultura depois que o estado registrou caso de febre aftosa, o que impediu o Brasil de exportar carne. A previsão das pessoas, segundo ele, era resolver o problema do estado em quatro anos. A situação foi normalizada em quatro meses.

Além de tudo, Noel de Carvalho foi o responsável por criar, como deputado federal constituinte as guardas municipais em todo o país.

E relembrando todos esses casos onde foi chamado para resolver problemas, conta que tem ficado impressionado com o número de pessoas que estão o procurando para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Segundo Noel de Carvalho já foi procurado pelo presidente do PHS, Sandro Matos, ex-prefeito de São João de Meriti, na última semana. Além disso, já recebeu o deputado federal Alessandro Molon (Rede); a deputada federal Laura Carneiro (PMDB), vereador do Rio, Fernando William (PDT); deputado estadual Paulo Ramos (Psol). Nesta semana tem encontro com o deputado federal Áureo (SD). Segundo Noel, até mesmo seu adversário nas últimas eleições de prefeito em Resende, Mário Rodrigues, que disputou pelo PMDB, o procurou para manifestar apoio a sua pré-candidatura. “E o principal é a procura do povo de Resende”, afirmou Noel fechando a entrevista contando que há seis meses recebeu em sua casa um relatório do Ministério Público dizendo que investigou sua vida desde 2004 e nada foi encontrado.  

© A Voz da Cidade. Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade

Desenvolvido por AM4