Cidades 19/05/2017 09:09:02 - Atualizado em 19/05/2017 09:09

'Faça Bonito' movimentou ruas do Centro

Ato realizado pela prefeitura celebrou o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

COMBATE AO ABUSO SEXUAL

0 comentários

Envie o seu comentário

* Nome:
* E-mail:
Telefone:
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais e aceito seus termos de forma integral. 
 

BARRA MANSA

Durante a tarde de ontem, quem passou pelas ruas do Centro pode perceber e participar da movimentação realizada pela prefeitura através da Secretaria de Assistência Social e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), para lembrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi criada há 17 anos é lembrada, em todo o país, com a frase “Faça bonito, proteja nossas crianças e adolescentes”. A ação contou com parceria da Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Conselho Tutelar e do Lar Acolhedor,

A presidente da Comissão de Direitos da Criança e do Adolescente, Maria Cristina da Silva, informou que além da mobilização ontem, estão sendo realizadas diversas atividades para que propostas e soluções sejam encontradas para que essa violência diminua cada vez mais. Ela afirmou que cabe a toda população, se preparar mais para combater essa realidade que o país enfrenta.

“Falta muito conhecimento das pessoas sobre esse assunto, os profissionais de educação precisam estar bem preparados para poderem detectar essa violação de direito. A família também não está totalmente preparada e um dos objetivos da OAB é esse, divulgar e explicar a diferença dessas duas violências, porque falar desse assunto, informar as pessoas é uma forma de combater”, acrescentou Maria.

A mobilização aconteceu através de uma caminhada dos organizadores do movimento pelas Avenidas Domingos Mariano e Joaquim Leite, com a panfletagem na Praça da Matriz e no trânsito. O coordenador do Creas, Célio Carlos de Oliveira, afirmou que a realização do evento é de tamanha importância para o município e que toda a comunidade deve trabalhar na prevenção.

“Crianças e adolescentes são diferentes dos adultos, que você fala uma vez e não precisa falar mais, eles precisam ouvir várias vezes para assimilar e toda a família e a comunidade tem que reforçar sempre, periodicamente, para que eles saibam como se defender, caso passem por situações de violência. Se as pessoas esquecem de falar, as crianças e os adolescentes não vão saber o que está acontecendo. Ter o apoio de toda a comunidade, esse combate vindo de todos os lados, faz toda a diferença porque esquecer é permitir, mas lembrar é combater”, concluiu Célio.

EM ITATIAIA

Ações de conscientização e palestra sobre o assunto foram realizadas também em Itatiaia. Das 9 às 12 horas a equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Conselho Tutelar realizaram panfletagem e orientação aos moradores na Praça Santos Dumont, no Centro. Foram distribuídos materiais informativos sobre o que é abuso sexual de crianças e adolescentes, como e onde denunciar este crime e como é feito o acolhimento das vítimas.

DISQUE DENÚNCIA

Quem passou pelo local também pode receber informações sobre o disque 100, que é o serviço de Denúncia Nacional. Além da panfletagem, os adolescentes assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos participaram na sede do Centro de Referência em Assistência Social de uma palestra sobre o Combate ao Abuso e à Exploração Sexual. O objetivo foi informar os jovens sobre como denunciar os casos de abuso e a importância de se transformarem em agentes multiplicadores da informação.

“Essa é uma campanha importante de esclarecimento realizada através de uma parceria do Conselho Tutelar com o Creas. Essa ação foi fundamental porque além de esclarecer as dúvidas e informar, também teve o objetivo ajudar os jovens a se transformaram em agentes multiplicadores para que ajudem a propagar as informações nos seus ciclos sociais de como combater e denunciar o abuso sexual de crianças e adolescentes”, finalizou a secretária de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação, Raquel Rocha.

 

© A Voz da Cidade. Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade

Desenvolvido por AM4