Projeto oferece soluções para impulsionar mercados de vizinhança – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeEconomiaProjeto oferece soluções para impulsionar mercados de vizinhança

Projeto oferece soluções para impulsionar mercados de vizinhança

Antonio Galvão com Gilberto Paiva e Paulo Bitencourt - Tânia Cruz

Projeto oferece soluções para impulsionar mercados de vizinhança

VOLTA REDONDA
Na manhã de ontem, o gestor fundador da GS1 e introdutor do Código de Barras no Brasil, Antonio Galvão Vasconcelos, se reuniu com membros do Sindicato do Comércio Varejista (Sicomércio-VR) e representantes do Grupo de Mercados do município e do Sebrae-RJ. O encontro, que aconteceu na sede do Sicomércio, no bairro Aterrado, teve como principal objetivo a apresentação de um projeto que oferece soluções para impulsionar mercados de vizinhança na cidade e região. O projeto foi aprovado.
Segundo informou Antonio Galvão, com a aprovação do projeto pelo Sicomércio e Grupo de Mercados e Varejista, um grande encontro já foi marcado para o dia 24 de outubro, às 19 horas, na sede do Sicomércio. Galvão explicou ainda que, o evento contará com três palestras, entre elas sobre Gestão a ser ministrada por ele. Disse ainda que, na palestra irá falar sobre a situação atual dos Pequenos Mercados de Vizinhança, com baixos controles financeiros, perdas de mercadorias, controles de estoques e Gestão de Compras, com processos que não mais são aceitáveis, sem informações dos resultados, ações apenas pela experiência e gerenciamento apenas no sentimento.
INFORMAÇÕES
Ainda sobre Gestão Financeira, os participantes serão informados sobre como implantar novos controles financeiros, com vendas, margens, despesas, investimentos e Gestão dos Recursos do Caixa e Bancos, sem gerar déficits financeiros, que são geradores de juros causados pela falta de capital de giro e controles das contas a pagar e receber, evitando captação financeira externa, através de bancos e antecipações de cartões de crédito, reduzindo margens de lucros e baixa liquidez.
No caso da Gestão de Estoques, Galvão irá palestrar sobre necessidades para implantar controles de estoques, que representam maior patrimônio dos Pequenos Mercados, que na maioria não tem sistemas informatizados, sem as contagens dos estoques, que impossibilitam geração de informações corretas sobre Giros Mensais e Margens Brutas, aplicando apenas % Mark-Up e outros.
Lembrou ainda que, irá explicar para os participantes como Pequenos Mercados de Vizinhança, podem otimizar compras semanais, através de informações geradas nos sistemas de informações, adotadas pelas grandes redes, como orçamentos e sugestão de compras, identificando ações e reduzam excessos de estoques e rupturas, reduzindo perdas de vendas, pelas faltas de reposições, com maior uso das informações, geradas pelos sistemas ERP/PDV e consultorias adequadas para pequenos mercados, integrado com cálculos dos impostos de produtos, isentos, substituição tributária e cálculos dos impostos ICMimS, PIS e Cofins, compatíveis com margens e despesas.
MAIS TEMAS
Galvão lembrou também que tratará ainda sobre os impactos tributários nos pequenos mercados de vizinhança e destacar sobre as notas de compras e vendas em xmls na receita estadual. Vai explicar como as compras e vendas, com as notas fiscais eletrônicas, on-line, afetam as apurações dos Impostos de ICMS, PIS e Cofins, através dos arquivos SPEDs, que a partir de 2018, serão obrigatórios para Regimes Simples e demais tipos de Regimes, com introdução do Bloco K, que enviarão as quantidades dos produtos comprados e vendidos em cada CNPJ, e quais serão consequências que podem mudar apurações dos impostos nos pequenos mercados de vizinhança no Brasil e todos os estados.
Galvão garantiu que, na palestra, os convidados irão conhecer os
tipos de produtos impostos nos mercados de alimentos, as principais diferenças entre pequenos varejos de diversos segmentos, com tipos dos produtos comercializados nos varejos de alimentos, como mercados, horti-fruti e padarias, afetados por alíquotas diferentes e outros. Galvão lembrou que, o objetivo é preparar e alertar os participantes para a chegada
dos grandes concorrentes com técnicas avançadas e marcas consagradas como Carrefour Expres, Extra Mini-Mercado e Dia. Isso, segundo ele, exige concorrentes mais preparados, como uso de tecnologias de informação, com compras programadas, apurações de resultados, DRE mensal e sistemas tributários adequados aos pequenos volumes de compras e vendas em pequenas lojas e podem causar impactos na sobrevivência dos negócios.
Participaram também da reunião de ontem a coordenadora regional do Sebrae-RJ no Médio Paraíba, Ana Lúcia Araújo, o vice-presidente do Sicomércio-VR, José Alberto, o presidente do Grupo de Mercados de Volta Redonda, Gilberto Paiva, do Supermercado Paiva, e o vice-presidente, Paulo Bitencourt. Ambos declararam que o projeto apresentado por Galvão será de grande importância para quem quer deixar de ser dono e passar a empreendedor. “A intenção é preparar o comércio da cidade e região para o desenvolvimento”, concluiu.

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar